Este site foi concebido para ser visto num browser dentro dos limites da caducidade: infelizmente não é o caso do seu. Assim, a sua experiência de navegação será seriamente afectada. Sugerimos a instalação de um browser mais séc. XXI, se lhe for possível: http://www.mozilla.com/firefox . Mas qualquer outro serve.

Rititi

Rititi

INÍCIO

  • querido blogue e la se passou mais um

    Querido Blogue,

    E lá se passou mais um 25 de Abril (Sempre!) e mais um casamento e mais um jantar domingueiro com quem vale a pena e mais uma dose de ipecinco-aum-adoissul-autóstradapracima-autóstradaprabaixo-dasse-quistonuncamaisacaba e mais uma noite no machungas e mais um batizado e mais um parabêns a você do meu amor mais lindo. Tudo em setenta e duas horas, que o casal Pinheiro é assim de organizadinho e enfrenta com o mesmo espirito (r)evolucionário uma boda espinhense que um fim de tarde sob o ceu da minha amada Lisboa. Pena que ninguem nos condecore com nada, nem uma medalhinha da ordem da liberdade, nem um prémio ao matrimónio mais divertido, nem uma viagem às Antilhas Francesas, que tudo seja dito, bem estamos a precisar de umas férias fora do eixo Madrid-Badajoz-Espinho-Lisboa. Queridos leitores, agradecemos essa vaquinha a favor do nosso descanso, porque até para escrever num blogue é necessário uma renovaçao cíclica das energias cósmicas.

    Com tanta intensidade social nem me deu tempo para assistir à Festa da Música, eu que tanto gosto da interacçao musical com o povao com apetites intelectuais. Chopin lá terá que ficar para uma época mais calma, que entre tanto concerto de violino (ah… o nosso Santana Lopes e a sua coltura musical) nao há corpo que resista a uma bela sesta com ressonanço incluido. E falo com conhecimento de causa, que se dorme lindamente do CCB, que eu bem experimentei o ano passado aqueles bancos almofadados ao som dos Madrigais de Monteverdi depois de uma noitada valente nos bares da capital.

    Porque tenho que reconhecer que é-me difícil manter activa esta minha dualidade “mulher culta – mulher sempre em festa” e depois dá o que dá, que estou no Lux e apetece-me ouvir uma missa de Vivaldi. E claro, nem toda a gente está preparada para tamanha bagagem cultural e acabo por ter enimigos declarados até no meu grupo de amigos. E assim custa-me viver, sabendo que me odeiam por ser quem sou, uma esquizoide bem intencionada e com vocaçao de artista. Só me falta um Mestrado em Pedantería, estou só à espera que a Independente saque o curso pró ano.

    Entretanto, lá me terei que ir remediando com esta triste vida de jantares e amigos e viagens e saudades e festas às quartas e um marido lindo e uma gata histérica e um rato que nos visita e um Madrid divertido e um trabalho comós outros e um blogue simpático prá malta.



    Por Rititi @ 2004/04/27 | Sem comentários »

    Leave a Reply

    Your email address will not be published. Required fields are marked *