Este site foi concebido para ser visto num browser dentro dos limites da caducidade: infelizmente não é o caso do seu. Assim, a sua experiência de navegação será seriamente afectada. Sugerimos a instalação de um browser mais séc. XXI, se lhe for possível: http://www.mozilla.com/firefox . Mas qualquer outro serve.

Rititi

Rititi

INÍCIO

  • homenagem madrid cidade do ano

    Homenagem a Madrid, a Cidade do Ano.

    (outro diálogo possível para um filme de Almodóvar agora que acaba o 2004)

    … mientras la Rititi duerme bajo los efectos narcóticos del 2004, una pareja de catetos la observa con el corazón en la mano, asombrados que están los dos ante tanta paz somnífera.

    Maria Barranco: Ay António, por mí que la Rititi no se nos despierta hoy . Y las uvas por comer… Que disgusto más grande…

    António Banderas: Claro, con el año que ha tenido, la pobre está agotada. Tanta felicidad no debe ser buena.

    M. B.: Mírala, que cara de agusto tiene. Se ve que Mr. Pinheiro le hace mejor persona. Uy, por Dios, cómo duerme la chiquilla.

    A. B.: Ha gozado, se le nota en los ronquidos, hay que ver lo que le ha mejorado la piel, ni que se hubiera bañao en oro Thyssen-Bornemissa .

    M. B.: Mejor nos vamos, oyes, a ver si se nos va despertar la muchacha y con la mala leche que tiene cuando abre el ojo, mejor que nos coja confesaos el Señor…

    Feliz Año Nuevo y a ser felices, que no cuesta ná.



    Por Rititi @ 2004/12/30 | 8 comentários »


    e bonito e

    É bonito é…

    Correr atrás do autocarro às oito e meia da manhã, tropeçar por estupidez natural e acabar com a cara e o joelho estampados no meio do asfalto da Puerta del Sol, rebentar com as meias de três contos e a dignidade feminina, ir sendo atropelada por cinco carros psicopatas, perder o filho da puta do autobus enquanto o condutor se mija a rir da minha maneira de lamber o chão e chorar sozinha dentro de um táxi caminho do emprego. Ai o meu joelho.

    Melhor que isto, tentar secar o cabelo dentro do forno só porque o secador se fodeu e não quero chegar tarde ao trabalho.

    É bonito, é, pertencer à classe trabalhadora. Pois.



    Por Rititi @ 2004/12/30 | 10 comentários »


    querido blogue ter um grelo moderado

    Querido Blogue,

    Ter um grelo moderado nestos tempos de anormalidade em que vivemos é, no mínimo, tarefa para uma freira carmelita de clausura. E não me refiro só à dose de pachorra necessária para suportar a Teoria da Homossexualidade da Sra. Ana Botella, a defensora da diferença entre a pêra e a maçã, o pirilau e a passarinha. Segundo a mais devota das Legionárias de Cristo, o matrimónio gay é tão improvável como que a maçã e a pêra se casem e tenham filhos. Afinal somos todos criaturas de Deus e não há diferença entre um fruto de árvore e um gajo de pelos no peito. Haja paciência.

    A mesma que a que se requer para não mandar enfiar o dedo no cu à cambada de betos comichosos que parecem invadir a imprensa, os cafés, a noite, o social em geral e, cada vez mais, a blogosfera em particular. Preconceituosos, machistas rebarbados e tremendamente complexados na sua condição de galinho mandão da capoeira mental em que vivem, consideram-se na posse da Verdade acerca do comportamento dos géneros: gajo é Deus e gaja, no mínimo mãe de filhos. Mulher que é verdadeiramente Mulher, dessa que se gosta para casar e apresentar aos colegas nos jantares de empresa, é fina, bem falada e sempre depilada. Maquilhada na alma e que nunca chame a atenção, como se a exuberância fosse a causa de todos os males da Humanidade desde que a Eva mordeu a puta da maçã. Se foge a estes princípios básicos de condicionalismo socio-católico, o mínimo que lhe pode acontecer é ser chamada de badalhoca, feminista histérica, dona de uma vagina extremista e condenada para sempre à cruz da mulher perdida no sonho utópico da igualdade. Ou então, está com o período, incapaz de dominar as hormonas selvagens, a coitada. Mulher boa é aquela que vive com resignação a ovulação e nos momentos difíceis se esconde debaixo dos pensos higiénicos para não incomodar o Macho, o dos tomates poderosos. Se alguma vez ousa sair destes parâmetros que se vá preparando, que o Homem não tem porquê aturar merdas feministas, tá mas é calada, que ainda tens a surpresa e vou-me consolar com outra que me receba de pernas abertas e sem me questionar. Mesmo que seja pagando, que para isso há putas. Mulher que é Mulher, das de verdade, apara-se para parecer bem na cama, usa fio dental porque ele gosta, para que não lhe falta nada ao gajo do colhão mágico.

    E o Homem, dentro desta lógica machista e tão perigosa, o Machão, claro, essa fonte de vida na ponta da pila, abardina porque tem o direito, porque manda e porque ele é que escolhe: já se sabe quanto medo tem a gaja a ficar sozinha, encalhada e sem ter quem a cubra.

    Bem sei que me repito, mas cumcaralho, es que una ya no tiene el coño pá ruidos, e menos nesta altura do Natal.



    Por Rititi @ 2004/12/28 | 23 comentários »


    premio cojones rosa cueca 2004 quando

    PREMIO COJONES ROSA CUECA 2004:

    “QUANDO FOR GRANDE QUERO SER ASSIM”

    Mulher que se preze tem as suas referências. E as minhas, no mundo das ideias escritas, são claras:

    - Helena Matos, que não se fica pela “condição feminina” para escrever o que a maioria pensa mas não se atreve a dizer. Quando o politicamente correcto comanda as mentes dos governantes, que bem que sabe ler algo tão lúcido.

    - Ana Albergaria , que luta no seu blogue – usando o português mais impecável da net – contra esse fundamentalismo esquerdalho tão perigoso e tão na moda. Se alguém os tem no sítio, é a Ana, que numa época de tanto anti-semitismo primário não tem medo de se assumir como judia. Olé mi niña!

    - Carla Hilário de Almeida, uma resistente da blogosfera, que aguenta como ninguém os embates dos complexados internético-sentimentais. A rubrica “Hoje Acordei Assim” já é um clássico, que diverte os que são bons da cabeça e põe dos nervos os que têm falta de carências. A primeira leitura do dia vai para ela. Y a mí me mola un huevo, tú!

    - Rosa Montero , a minha gurua, a minha idola. De esquerda, livre pensadora, jornalista de guerra, cronista de verdade. Os meus domingos não são nada sem ela.



    Por Rititi @ 2004/12/27 | 5 comentários »


    gracias gracias ou em linguagem

    Gracias, Gracias

    Ou em linguagem almodovariana: Qué he hecho yo para merecer esto? E já agora, esto?



    Por Rititi @ 2004/12/23 | 7 comentários »


    getafuckinglife na versao outonoinverno

    Getafuckinglife na Versão Outono/Inverno 2004 da colecção Rititi:

    E se fossem meter o dedo no cu?

    (Para usar e abusar em casos de plágio desavergonhado, maledicência, invejinha puta e cabronice em geral)

    Querida, já sabes, actualiza-te.



    Por Rititi @ 2004/12/22 | 8 comentários »


    perfil blogueiro o teste acha que ter

    PERFIL BLOGUEIRO: O TESTE

    Acha que ter um blogue é para todos? Pensa que um blogger é simplesmente aquele que escreve bujardas na net? Errado! Faça aqui o teste e descubra se tem o perfil adequado possuir um blog.

    1 – Os amigos para si são:

    a) O melhor do mundo. Os que me alegram nos momentos hormono-depressivos, os que me sacam da miséria, os que se riem das minhas piadas sem graça. E vice-versa, pois.

    b) Três. O Tó, a Lena e a Soraia. Conhecemo-nos desde a primária, somos super íntimos e connosco bastamo-nos. O resto do mundo não nos compreende.

    c) Amigos? Não há cá pachorra para terceiros. Aliás, se os tivesse, só serviriam para me mofar e fazer queixinhas deles.

    2- O sexo é:

    a) A melhor prenda que Deus deu ao ser humano, uma maravilha para a pele, a cura para a esclerose múltipla. Pena que não possa passar o dia na cama. Aí é que iam ser elas.

    b) Privado. Algo mágico, místico e só pode ser partilhado com o Tó, a Lena e a Soraia. Já disse que nos conhecemos desde a primária?

    c) Uma bela merda, coisa porca e brusca. Só o pratico quando espio os meus vizinhos do primeiro andar. Ponho-me detrás da porta, oiço-os gemer e depois denuncio-os ao presidente do condomínio por obscenos.

    3 – O amor é:

    a) A razão da minha vida, a força que me faz levantar-me todos os dias, o que me faz sorrir. Já dizia São Paulo, se não tenho amor, nada sou. Pois.

    b) Algo que só conto aos meus amigos, ao Tó, a Lena e a Soraia. Se poder faze-lo com eles, melhor.

    c) Uma treta. Eu sou de esquerda, pá, ateu e contra as convenções sociais estabelecidas. O amor enfraquece o espírito. Só me amo a mim próprio e pouco.

    4 – O sucesso dos outros:

    a) Faz-me feliz. Todos merecem triunfar nem que seja a mostrar as mamas na MaxMen.

    b) Outros, que outros? Só se for o do Tó, da Lena e da Soraia é que me alegro. O mundo que se foda.

    c) Fico quilhado, corroído se alguém triunfa, porque o único que merece ser bem sucedido sou eu. Sou o mais esperto, o mais culto, o que melhor escreve. Não se nota?

    5 – O sentido de humor:

    a) É o que nos diferencia dos bichos. Aliás, meço a inteligência dos outros através da sua capacidade de se rir de si próprios sem complexos.

    b) É meu e só meu. E, claro, só o Tó, a Lena e a Soraia é que o entendem, porque são meus amigos desde a primária.

    c) Uma invenção da direita reaccionária. Rir vai contra os meus princípios. Com as desgraças que acontecem no mundo ninguém tem direito a uma boa gargalhada, a não ser eu, claro, porque sou um iluminado.

    6 – O meu compositor favorito é:

    a) Milhares! Cada momento tem a sua música, cada letra inspira-me sensações diferentes. Sinatra, Bach, Madonna, Quim Barreiros, who cares?

    b) O Tó, que escreveu uma musica sobre a nossa amizade, inspirando-se nas vivências da escola primária que tanto marcaram a nossa vida.

    c) O compositor do hino de Cuba, ou da Venezuela, ou da Coreia do Norte. O único propósito da música é instruir o povo imbecil, que lê e ouve merdas consumistas. Estúpidos, Estúpidos!!!!

    Respostas Maioritariamente A:

    Você é Feliz. Pode arranjar um blogue, abrir um restaurante de comida do Nepal, ter uma carrada de filhos ou ser stripper num bar de alterne que o resultado será sempre positivo. E o Mundo agradece que o faça!

    Respostas Maioritariamente B:

    Você um uirdo, um friquezinho mental, um bocado chato mas completamente inofensivo. Gostava de abrir um blogue? Para quê? Só se for para ser lido pelos seus três amigos, que serão também administradores do blog e os seus únicos comentadores.

    Respostas Maioritariamente C:

    Você é mesquinho, má pessoa, invejoso e medíocre! Nem devia sair de casa, quanto mais escrever num blogue. O único propósito da sua existência é fazer os outros infelizes, arruinar-lhes a vida com persecuções soviéticas. Claro que já não quem lhe ligue, o que o enfurece ainda mais e lhe vai corroendo as vísceras. Boa sorte para si!



    Por Rititi @ 2004/12/21 | 12 comentários »


    premio cojones rosa cueca ser gajo e

    PREMIO COJONES ROSA CUECA: “SER GAJO É FODIDO”

    Vida de Casado, o blogue com os cojones no sítio. E com muita piada.

    Numa blogosfera cada dia mais triste, invejosa e complexada da cabeça que alegria é ler as aventuras deste alentejano. À diferença dos toca-pelotas que poluem o ambiente blogueiro, este um homem – que não bajula ninguém nem precisa – dá-nos razões para passar meia hora à gargalhada à frente do computador, com o risco de sermos apanhados pelo chefe ou ficar pitosgas de vez. .

    Viva o masculino, bem vindas sejam as queixas de um homem casado e com filha. Eu adoro.



    Por Rititi @ 2004/12/20 | 6 comentários »


    rititi educa o povao 17 manual basico

    RITITI EDUCA O POVAO (#17)

    Manual básico para sobreviver à Festa de Natal da Empresa.

    - Nunca use um vestido de malha justo e que marque bem as curvas.

    - Nunca mostre felicidade por ser a mais gira da festa.

    - Nunca emborque cinco gins tónicos de seguida sem ter jantado antes.

    - Nunca vire as costas ao Director Ajunto Lambe Botas porque “és chato, pá”.

    - Nunca diga aos tipos dos Recursos Humanos que a festa é uma bela duma merda.

    - Nunca dance de enfiada David Bisbal, Gipsy King, Ricky Martin, Shakira, La Bamba e baboleoooo, bamboleaaaaa.

    - Nunca fuja com a bandeja dos croquetes para a casa de banho.

    - Nunca se ria da amante do Director à frente dele.

    - Nunca agarre um colega pelo colarinho por tentar roubar o seu isqueiro.

    - Nunca dance salsa agarrada a um velho decrépito e babado.

    - Nunca se pire da festa sem ter agradecido aos chefões a oportunidade de fazer o ridículo à frente de duzentas pessoas.

    Adivinhem quem se esteve a cagar para estas regras. Pois. Esperam-se consequências.



    Por Rititi @ 2004/12/17 | 14 comentários »


    querido blogue se deus fosse um

    Querido Blogue,

    Se Deus fosse um verdadeiro paizinho celestial não me impingia estas merdas. Cuidaria de mim, mimar-me-ia para que eu não sofresse, para que a minha vida fosse esse mar de rosas, a terra prometida feita realidade neste Madrid invernal e com o aquecimento central esquizofrénico. Mas Deus não está para aí virado e ninguém me salva das obrigações corporativas. Merda para o corporativismo, pá, e merda para as festas de Natal da empresa. Não tenho cu para tanto disparate, para a cagonice suburbana armada em finesse de pedigree e costumes que não lhes pertencem. É que eu sou uma mulher de gostos simples, de sopas de tomate e azeitonas pretas com orégão. Não nasci para assistir a imitações baratas de cocktails e usar pérolas falsas, é o que tem ser uma simplória mental nada dada ao joguinho foleiro dos vestidos caros para o chefe ver e bebedeiras anuais pagas pelo departamento de recursos humanos. A culpa é da minha Santa Mãe, que me tatuou na alma valores tão anacrónicos como a sinceridade, a boa cidadania ou aquele mais ultrapassado ainda que é não fingir o que não somos.

    E agora não me enquadro em lado nenhum. Como não vou “à neve” por ter um sentido do ridículo bem apurado, fico sem jeito e sem conversa cada vez que estes pobres desgraçados me contam como se endividam para passar cinco dias numa cabana, apertadinhos e dormindo em beliches. Pagam fortunas a prazo para desfrutarem da ilusão de se sentirem glamourosos lá na cima das montanhas, como quem domina o mundo nas férias da Páscoa ou numa ponte que ignora as necessidades de um País em quebra. É preciso ter corpo para encaixar num fato amarelo brilhante, é preciso ter estilo para escorregar pelas neves ao mais puro estilo Lady Di antes do espetanço parisiense, é preciso ter pele para que o bronze de Serra Nevada pareça dos Alpes. Como a minha pele é uma merda, o estilo mais bem saloio e os fatos de sky parecem-me horríveis, pues eso, que no me sale, oyes.

    E hoje, cumprindo as regras da Sociedade Plasticamente Feliz e Organizada, sem classes ou diferenças sociais visíveis para não ofender ninguém, vou-me entregar às delícias do corporativismo. Os empregados seremos tratados como iguais pelos patrões, que nos estenderão a mão e o copo de champanhe num acto de misericórdia. A Maconde será substituída pelas toilette fina e os sapatos de salto alto, que sempre fazem as pernas mais elegantes e o porte de senhora séria. As jóias que se vejam e os senhores que bebam, porque esta noite têm desculpa para chegar a casa com o pifo e fora de horas.

    Enfim, que Deus bem podia poupar-me, mas não está para isso. Se amanhã não aparecer por aqui é porque fugi de vez para um mundo sem jantares de empresa.



    Por Rititi @ 2004/12/16 | 15 comentários »