Este site foi concebido para ser visto num browser dentro dos limites da caducidade: infelizmente não é o caso do seu. Assim, a sua experiência de navegação será seriamente afectada. Sugerimos a instalação de um browser mais séc. XXI, se lhe for possível: http://www.mozilla.com/firefox . Mas qualquer outro serve.

Rititi

Rititi

INÍCIO

  • querido blogue porque mr

    Querido Blogue,

    Porque Mr. Pinheiro é algo mais que uma personagem da blogosfera, agradeço a Deus por o ter cruzado comigo naquela noite de Novembro. Uma maravilha e um prodígio, este loiro de voz perfeita.

    “Olá Doutor

    Houve alguém, um dia, que me disse que um Homem não é o que faz; comprei a sentença e até passei a notar que quando se pergunta a alguém pela profissão, a resposta, invariavelmente, começa por «Eu sou…».

    As opiniões são como as verdades científicas – têm validade aprazada e mudá-las, com ponderação, quase sempre resulta num qualquer avanço. Digo eu, claro…

    Nunca partilhei o “ideal” de que o trabalho liberta (aarghh!), mas descobri, nestes meses que vivi entre parêntesis, que a falta dele tolhe: um Homem não é o que faz; mas se não faz nada, há uma parte dele que vai mirrando devagarinho. Parece que a Vida, sem Obra, é mais pequena e baça.

    E que, afinal, faz sentido e não é à toa que quando somos infantes queremos «ser» [quando formos grandes] médicos, polícias, astronautas ou, se já formos prosaicos, herdeiros.

    Por pouco mais que diversão e curiosidade, espreitei há tempos as ofertas do Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEPF). A febre de classificação das profissões é de tal ordem que seguramente terá saído de um colégio de imaginações borbulhantes de crianças traquinas.

    Ele há designações radicais, que mais parecem feitas para James Bond do passado – SOLDADOR A ARCO EM ATMOSFERA DE GASES INERTES OU DE ANIDRIDO CARBÓNICO -, paredes-meias com outras, mais “bucólicas”, como o fidelíssimo e poético FIEL DE ARMAZÉM.

    Para os que sempre aspiraram a ter massa, ou pelo menos a mão nela, os estetas do IEPF fazem questão de propor meteóricas carreiras a OPERADORES DE BETONEIRA e a ESPALHADORES DE BETUMINOSOS; e não esquecem aqueles que gostam de trabalhar “por objectivos”, como os SOLDADORES POR PONTOS, nem os que são mais finos e não exercem o seu mister com qualquer porcaria, como os CARPINTEIROS DE LIMPOS.

    Há também lugar para os mais indecisos, que não vêem clara e precisamente a sua posição num futuro maizoumenos imediato, de que é exemplo o PADEIRO, EM GERAL. Parece-me, aliás, justo: por quê condenar alguém, logo nos primeiros anos de profissão, a laboriosos trabalhos com croissants em série para o resto da vida? Estes tipos têm olho, Doutor! «Vá, força! Agora és padeiro em geral; se te aplicares, podes especializar-te em mil-folhas – e em cada uma delas!» No capítulo das designações esotéricas, o imparável CONTÍNUO [que o eufemismo desdobra em AUXILIAR DE APOIO ADMINISTRATIVO] é o que mais interrogações me coloca. Haverá, à laia de concorrência, um INTERMITENTE? Se houver obras, correrão o risco de passarem a Descontínuos? Pintá-los-ão de amarelo?… Uma inquietação, Miguel, uma inquietação…

    Aos que sempre gostaram de brincar com o fogo, ignorando olimpicamente avisos maternais de xixis certos na cama, o desafio assenta que nem uma luva de amianto – que o digam os MAÇARIQUEIROS e os FOGUEIROS DE CALDEIRAS A VAPOR, que forjam carreiras a altas temperaturas.

    Há ainda os catitíssimos PORTA MIRAS (não confundir com porta-minas) e, na HOTELARIA, os MANDARETES – sempre enche o olho num business card e evita os rubores complexados de “moço de recados”. Para o fim, deixei ficar duas profissões a que um dia, ainda neste Espaço e neste Tempo, aspiro ascender: o CORTADOR DE CARNES VERDES e o obscuro e semi-demoníaco MAGAREFE!

    E o Doutor, o que quer ser quando for grande?

    Avé!

    alter-lego

    PSOE – Há quem nasça com o rabo virado para a Lua; eu, salve-se a devida distância e profundeza da metáfora, terei nascido com a Lua no dito: após vários meses de intensa procura de trabalho – e quando o subsídio de desemprego estava prestes a terminar – recebi uma oferta para trabucar em Madrid. Ponto final à vida entre parêntesis, portanto.”

    Mais maravilhas como esta, no que foi a melhor fábrica de escrita em português, o Pastilhas.



    Por Rititi @ 2005/01/31 | 9 comentários »

  • mfc says:

    Eu queria tirar uma post graduação em ferrinhos ou em pandeireta!
    Sou circunspecto… não tenho culpa!

  • Pedro Sargento says:

    achei muito engraçado este post…eheh
    (e achei importante dizer isto, também)

  • vieira do mar says:

    Que família talentosa, raios! I can´t wait to meet Mr. Pinheiro. 🙂

  • Stephen King says:

    Espera lá…
    Se bem entendo, a anfitriã e Mr. Pinheiro faziam parte do Pastilhas?
    O Mr. Pinheiro era o alter-ego?
    Esclareçam-me aqui umas coisas, porque fui um dos primeiros frequentadores do Pastilhas, antes que a coisa se tivesse tornado esquisita e infrequentável.
    Gracias.

  • mr.vertigo says:

    Disseste bem. Foi. Actualmente, aquilo é um circo de terceira categoria com um pseudo-palhaço como único (e triste) espectáculo.
    Beijos para a Rititinha e para a Vieirinha. Abraço para o alter. E abraço de urso (era assim, não era) para o Sthephen King.

  • alter-lego says:

    Ah, Marida!…
    Viva a arqueologia internáutica: voltei de repente ao descontraído e viajado ano de 2002 e, visto daqui, ainda não é desta que ascenderei aos píncaros da carreira de cortador de carnes verdes – nem aos da de magarefe.
    Mas se escreves mais vezes «loiro de voz perfeita» (???) ainda acabo no top de vendas das cassetes das estações de serviço… 😛

    Bejufas!

  • Luna says:

    Curiosamente a classificação é tão específica que se torna difícil encontrar a secção à qual pertencemos. Outro ponto interessante é a lista de cursos de formação profissional: alguns têm nomes verdadeiramente intrigantes, outros, tal como o que irei frequentar brevemente, têm nomes tão compridos que até alguém habituado a grandes marranços sente dificuldades em decorar.

  • Stephen King says:

    Abraço de Urso a todos…
    Relembrando velhos tempos…

  • Madalena says:

    Querida Rititi, pergunat ao teu Mr Pinheiro se ainda se lembra do encontro agendado para 2078, no Túnel da Gardunha, para meados de Setembro???
    Um xi-coração grande para ti e felicidades para os dois.
    Para o sobrinho Lego uma beijufa da Supertia

  • Leave a Reply to vieira do mar Cancel reply

    Your email address will not be published. Required fields are marked *