Este site foi concebido para ser visto num browser dentro dos limites da caducidade: infelizmente não é o caso do seu. Assim, a sua experiência de navegação será seriamente afectada. Sugerimos a instalação de um browser mais séc. XXI, se lhe for possível: http://www.mozilla.com/firefox . Mas qualquer outro serve.

Rititi

Rititi

INÍCIO

  • rititi em festa imprensa escrita o

    RITITI EM FESTA: A IMPRENSA ESCRITA

    O Comércio do Porto falou com a Rititi. E passou a conversa para papel. E a Rititi gostou. E a Rititi corou. E a Rititi transcreve. Ai que me desmancho.

    Rosa Cueca

    Ela é a senhora da blogoesfera portuguesa e o COMÉRCIO orgulha-se de ser o primeiro jornal a quem esta auto-denominada “esquizóide ibérica” concedeu declarações. O politicamente correcto dá-lhe vómitos, o feminismo do “sovaco peludo” dá-lhe vómitos, a metrossexualidade dá-lhe vómitos, Francisco Louçã dá-lhe vómitos e a lamúria lusitana (“que atingiu o auge com a subida de Santana Lopes ao poder”) dá-lhe ainda mais vómitos. Contudo, foi por amor (muito amor – Mr. Pinheiro existe mesmo e é o melhor homem do mundo, garante) que Rita Barata Silvério, a famosa rititi, foi viver para Madrid em Janeiro de 2004. Enquanto geria fortunas alheias, a poucos metros do local onde, naquela manhã, havia explodido mais uma bomba com a assinatura da ETA, Rita demonstrou, mais uma vez, que é possível ser viciada em “trash TV”, revistas do coração e imitações perfeitas da Prada sem deixar de ler bons livros e ser, como disse Pedro Rolo Duarte, “a mais sensata das observadoras”. É que “a futilidade é um direito que faz bem à pele” e tudo o que o que Rita gostaria era pôr uns “cojones” rosa “cueca” a este Portugal deprimido que arde todos os verões, que lhe dói, mas que não resiste a visitar todos os meses: “Somos um país maravilhoso e honesto. Porque é que encalhámos?”, pergunta, perturbada com o discurso do “coitadinhos de nós” e com “o medo de existir”, descrito por José Gil.
    Se há dias em que se sente uma “esquerdalha”, outros há em que escreve como uma “conservadora do pior que há”, mas o importante é não esquecer que “ser feliz não é assim tão difícil”, não fosse a vida desta mulher uma verdadeira comédia… A rititi já é livro. Já é um sucesso”.

    Beijos grandes, agradecidos e sinceros, para o André Baptista, simpatia de pessoa com um marcadíssimo sotaque nortenho.
    Obrigada!



    Por Rititi @ 2005/05/27 | 3 comentários »

  • aNa says:

    a minha namorada acabou de mo oferecer :))))

  • rititi says:

    Espero que gostes então!

  • AS says:

    O texto do Comércio está bonito… Eu também coraria de orgulho! Parabéns pelo livro (vou comprar), pelo blog, por viver em Madrid, por ter um gajo-bom-gajo e por ser verdadeira nos gostos e nas opiniões. 😉

  • Leave a Reply

    Your email address will not be published. Required fields are marked *