Este site foi concebido para ser visto num browser dentro dos limites da caducidade: infelizmente não é o caso do seu. Assim, a sua experiência de navegação será seriamente afectada. Sugerimos a instalação de um browser mais séc. XXI, se lhe for possível: http://www.mozilla.com/firefox . Mas qualquer outro serve.

Rititi

Rititi

INÍCIO

  • momento gina cornos touros e rabos

    Momento Gina

    Cornos, touros e rabos perfeitos

    Gaja que é gaja tem fetiche, objecto secreto de desejo, um homem imaginário por quem suspirar nas horas vagas da depilação. Gaja que é gaja sonha com esse peito musculado, idolatra os bíceps impossíveis nas frias noites de inverno quando nada aquece mais que a visão longínqua do macho perfeito. Gaja que é gaja quer esse macho para ela sozinha, sem concretizar numa barriga, nas discussões pelo quadro por pendurar ou na visita ao supermercado, num jantar com a sogra ou em impostos que pagar. Para isso existem as fantasias, para que não se cumpram nunca, reservadas para os intervalos do telejornal e as limpezas da casa de banho.

    Javier Bardem, o corpo municipal de bombeiros, a ciganada máscula que canta na Plaza de Cascorro, algum que outro sacerdote perdido nas ruas da cidade, que pouco fuinha sou nos meus desejos tão pouco secretos. Mas há favoritos, claro, os toureiros, esses deuses de calça justa e tardes olhando a morte, os valentes na sua hombría, olé, toro, olé, e eu na barreira, ai que me desmancho toda. Enfrentados cara a cara com a besta, os matadores ganham por pontos. E eu gosto.

    Cayetano Rivera Ordoñez. Ai.



    Por Rititi @ 2005/09/02 | 23 comentários »

  • AnJo says:

    Minha querida, perdoe-me a igonrancia, mas está por terras espanholas?
    Eu também tenho as minhas fantasias, duas irmãs gémeas, bissexuais e incestuosas, mas não gosto de touradas. Prefiro uma boa largada. pelo menos aí o combate é ligeiramente mais justo. Ou aquela nova moda de tourada sem adereços (bandarilhas e capas), somente o homem com a sua genica corporal.

  • pdasilva says:

    …E eu também gosto!

    Mas do que gosto é da estilização dessa relação que se estabelece entre touro e toureiro, a estilização que acontece numa sevilhana dançada entre um homem e uma mulher…"enfrentados cara a cara", mas sem a besta, ambos matadores, ela a comportar-se, na dança, como uma "gaja que é gaja"…

  • bonifaceo says:

    Fetiches, fetiches, acho que não tenho, mas da outra vez gostei de ver uma jovem enfermeira vestida a rigor, era engraçada, era sim senhor. E por falar em touros, há um, o Benicio Del Toro que "comeu" no elevador a minha Scarlett Johansson, a minha musa, a mulher com quem talvez me casaria.

  • Isa says:

    Off topic: a tua crónica no DNA esta semana está muito boa. Seria um gesto de serviço público mandar publicá-la aí, no Reino Unido, nos EUA…

    Se quiseres traduzo! ;-)

  • sissi says:

    Aaaiiiiiiiiiiiiiiiiii Rititiiiiiiiiiiiiiii, mujer! O que eu adoro este Senhor só se explica pela quantidade de vezes que já me vi em posições várias, de índole sexual, com esta estátua de David…
    E tudo porque o vi em carne e osso, aí pelas calles de Madrid, hace muy poco tiempo… Olha que eu nem sou de ficar apática, mas fiquei boquiaberta. Fui logo comprar a Iola para fantasiar patriamente. Estou de fugida hoje para Madrid. Espera-me um casamento num hotel…deve ser uma especialidade…
    Obrigada pela «doce» recordação…
    Beijinhos!

  • Ana says:

    Ai, Rititi, homens como esse que nos mostras no blogue, era com chantilly no corpo todo, e umas algemas para completar o ramalhete….olé! :D

  • xylophóros says:

    Confesso! Lembram-se daqueles desenhos esquesitos e enormes que apareceram em campos de milho e trigo nos USA, e que muita gente disse só ser possível ter sido feitos por ETs?… Vi logo que têm boa memória. Pois não foram! Não foram os verdinhos, nem os jaquinzinhos, nem nenhuma cabeça de pescada, vindos do espaço espacial. Não!… Fui eu! Melhor, fui eu e a minha gaja.
    Eu era assim pró tamanho XL. A minha gaja chegava aos XXL – mania das grandezas que elas têm, pá! Ai ele é XL?! Pois não esperas por esperar. Catrafoda-se… XXL! Botale aí! E botou.
    Mas, como estava dizendo (detesto gerúndios, mas fica mais bonito assim), dois bacamartes à solta num campo de trigo, à noite, com o cio a afogar-lhes o cérebro nublado a norte, o vento a soprar-lhes de sul, escuro como breu, nenhum de ambos os dois tinha bússola, apenas um tinha o seu ponteiro mas que apontava sempre, sem direcção, na mesma direcção, prá'queles buracos a correr à sua frente à procura dum qualquer esconderijo, como se estar embrenhada até às raízes das pontas do cabelo, por aquele mar de palha, não fosse já, por si só, um labirinto sem saída….! Foda-se, perdi-me! Prá próxima escrevo sem vírgulas.
    Resumindo, que é como quem diz, concluindo, aquilo foi tanto rebolar, tanto rebolar, tanto rebolar…! Prá esquerda, prá direita, em frente, pra trás (eh pá, cuidado!), pra baixo, e só não foi pra cima porque o peso era muito e os santos só ajudam a descer!…
    De manhã viemos embora, antes que o pai dela descobrisse que tinha dormido menos gente em casa nessa noite.
    Fizemos aquilo um ror de vezes. Era ela que queria, não eu. Eu sei bem as broncas que os trigais e milheirais partidos estavam a dar.
    Até aparecia na televisão e tudo!…
    Tudo acabou quando ela, por eu já estar na espinha e já não ser um XL, me deixou, em troca dum vendedor de rações para gado.
    Mas que foi uma história bonita, a nossa, foi.
    Entretanto, eu tive que dar às de vila diogo, pois a FBI e até a CIA, andavam a investigar umas coisas estranhas que se estavam passando (lá está o maldito gerúndio novamente!) por lá.
    Saí até do país. Do país das oportunidades. Dos próprios esteites, como diria um amigo meu brasileiro que não tenho.
    Fugi para Portugal, e aqui estou, a confessar um segredo que já não conseguia guardar durante muito mais tempo.
    Não tentem investigar quem eu sou. Já viram eu ter que pagar aquele milho todo?!…
    Sou anónimo, e foi por ser um anónimo que vos pude contar esta estória.

  • bonifaceo says:

    É pena é isso ter sido no Reino Unido, se não estou em erro :p.

  • Pekala says:

    Eu não gosto de touradas nem de largadas nem coisa parecida,aliás,abomino estas coisas.
    mas gosto do Gary Oldman e do Axl Rose:)

  • Zeka says:

    Fogo Rititi!
    É muito lindo o rapazinho…
    Põe mas é gajas boas!

    No outro post fizeste o favor de me explicar que postavas em castelhano por causa dos leitores espanhois. Eu acho mui bien e não tenho nada contra, mas então também tens que pôr gajas boas, ou eu não sou gente?

    PS: Não ligues…isto é tudo inbejidade. O gajo é mesmo lindo. Tão lindo, tão lindo, tão lindo, que eu até tenho pena de não ser…rabeta, ai…Jasus:)

  • xylophóros says:

    Bonifaceo, não tens razão mas tens razão. Explicando: os desenhos ou pictogramas, como se chamam na realidade, têm origem na Inglaterra do século 17, mais propriamente, no ano 1647. Foi nesta data que foi encontrado o primeiro desenho – em forma de círculo, daí chamarem-se, ainda hoje, os círculos inglêses – mas, desde essa altura até aos nossos dias, essa "brincadeira", para além de não ter acabado, bem pelo contrário, espalhou-se pelo mundo inteiro. Inglaterra, Canadá, USA, Brasil, Austrália, entre outros, têm sido países onde esses fenómenos acontecem com regularidade. Agora menos e, talvez por isso, não se fale tanto do assunto. Falou-se muito na década de 90, principalmente nos Estados Unidos e, a "coisa" foi tão propagandeada, que foram feitos filmes, documentários, mesas redondas, colóquios, conferências e o diabo a 4×4. Como sabes, os americanos são fodidos: inventar negócios é com eles e, estes acontecimentos, serviram exactamente pra muita gente ganhar muito grabeto, ou mónei, como eles dizem, à pala do pobão-nhe – do pipale, como se diz em americano.
    Portanto, Bonifacio, pra concluir que se faz tarde e eu não sei que horas são porque o meu "Pulsar Chromograph 100M" está em greve pra tentar que eu lhe baixe as horas de trabalho das 24 prás 20 horas e eu não estou pr'aí virado porque acho que um gajo quando compra um relógio é pra olhar pra ele e ver os ponteirinhos a andar no sentido dos ponteiros do relógio que é como quem diz prá frente é qué o caminho e não andar pra trás até porque pra trás mija a burra e burro é coisa que eu não sou embora haja pessoas que dizem que pra eu ser burro só me falta ter um feitio de orelhas diferentes mas isso é coisa que não vem agora ao caso e resto são cantigas pois eu quero que se lixem todos e já agora aproveito que falei em lixar quem se está a lixar sou eu não tarda nada pois estou a ficar com falta d'ar e não sei o quisto é nem sei porque razão estou a escrever sem respirar coisa caté não é costume em mim mas peço-te… desculpa… ó… Boni… fa… ci… o… mmm..aas….

    PS: já devidamente oxigenado como manda a puta da sapatilha como faria questão de dizer o meu pai, a Nasa, a FBI, a CIA, o Corpo Nacional de Bombeiros que não faço a mínima ideia como se chama lá, a Macdonalds, e tal e tal e tal, andava esta comandita toda atrás de mim, porquê, Bonifacio?… Não respondes?… Porque fui eu que fiz "aquilo", diacho, como diria outro amigo meu brasileiro que não tenho.
    Bonifacio, ssshhhiiiuuuu!!!…

  • bonifaceo says:

    Ah ah ah… andaste este tempo todo a investigar, desde que eu escrevi aquilo. Vi um documentário no ano passado sobre o tal fenómeno, mas já não me lembro bem, e a maior parte dos relatos, e quando isso ressurgiu no séc. XX, em grande escala, foi em Inglaterra, segundo esse mesmo documentário, mas também só escrevi aquilo na brincadeira, a picar-te.
    Já vi que te informaste, mas como este assunto dos pictoramas não interessa ao post, não vále a pena alongarmo-nos, penso eu de que.

  • xylophóros says:

    Qual informar-me qual carapuça, pá! Eu sou um gajo sempre em enformado ou seja, estou sempre em cima (é sempre melhor em cima) do acontecido, caté é um gajo porreiraço, pá!…
    Ódespois – gosto muito de citar a minha avó – quantas vezes preciso de te dizer, Bonifacio, pá, que "aquilo", os pictogramas ou pictograms como se diz in inglish, e não pictoramas como alguma gente diz para aí, que apareceram nos United States of América, como diria um amigo meu americano que não tenho, foram feitos cá por o je?!… Se aconteceu no United Kingdom (a Queen vai gostar desta e eu gosto dos Queen porque temos que ser uns para os outros e eu não me canso de dizer isto) não fui eu, Bonifacio. Eu e a minha XXL nunca estivemos no país de your Majesty (esta, então, é que a Queen vai gostar). Alguém foi, eu não!…
    Não se está aqui a falar de fectiches (gosto mais com um "c" atrás do "t". Não sei, parece que fica mais bonito, não sei…) e derivados? Pois eu, não quero saber de fequetiches (também cai bem assim) nem afins. Gosto mais de princípios.
    Em princípio, pr'acabar, esta também é pra te picar, Bonifácio.
    Acabei. Por princípio.

  • papagaio says:

    uma perguntinha gaja que e gaja nao sonha com homem sem ser musculado e isto e aquilo???ou gaja que e gaja sonha com o que nao tem como o gajo que e gajo?

  • bonifaceo says:

    Xylophóros, escrevi pitorama em vez de pictograma porque estava com muita pressa e nem reparei que faltava o "c" e o "g" mas pronto, ficou a emenda, acho que fizeste bem, podia alguém ler e ficar com dúvidas.
    Isso dos gajos musculados nem todas as raparigas gostam,, tenho umas amigas (bem boas) que dizem que não gostam, "que lhes faz impressão". :D
    E toureiras boas aí em Espanha, rititi, não há? Podiam pousar para a FHM ou a Maxmen ou qualquer outra revista do género.

  • Carlos de Matos says:

    … Rititi:
    … o gajo até pode ser que seja um must!, dizes tu e as "outras"…
    … mas mesmo assim prefiro-te com um grande samarrão vestido e carapuço na cabeça!
    … fetiches!!!…

    ihihihihihihi

    Xi

  • papoila says:

    pequena nota verde num estilo desmancha prazeres:

    os toureiros não são valentes.

  • amelia says:

    O meu fetiche, é ver o toureiro ser derrubado do cavalo e, aí, defrontar o touro. Homem contra touro, olhos nos olhos. Talvez aí, a roupa não pudesse ser tão colante e o toureiro tão garboso. Isto sim, seria justo… e, se as bandarilhas também pudessem ser aplicadas no toureiro, não acham que assim falaríamos da coragem dos herois que tombam na arena? A elegância e a sensualidade do toureiro perde a magia quando se sente o sofrimento do touro. Os toureiros olham a morte em cima dos seus cavalos: são eles que correm, são eles que ficam à mercê do touro que luta pela sobrevivência.
    A única tourada que eu admito e que até acho piada, é a tourada entre um homem e mulher. (Bem, desde que ele não apareça de calças colantes e roupas amaricadas). Gaja que é gaja não se pode dar a estes desejos: homens a parecer "Sras donas ladys". Queremos homens a parecer homens (por favor, não andem por aí a "coçar os tomates"! Não exagerem!").
    Pronto, quanto ao homem do post… é lindooo!!! É verdade! Mas até o homem que vem aqui buscar o lixo também o é… E nem por isso, fica alguém a babar atrás do camião. (bom, o cheiro também é insuportável, deve ser por isso).
    Bem, tenho outro fetiche!
    Mas o meu "toureiro" não entra nessas touradas!

    Amelia

  • Ana says:

    Para mim até podia ser o homem mais bonito do mundo que não deixa de ser um MERDAS que deveria brincar com alguém do seu "tamanho"….

  • Ana says:

    É da minha opinião que o hábito não faz o monge. Por isso, ele pode ser toureiro, ou o que ele bem quiser, que o rabinho arrebitado e jeitoso e a carinha laroca…já ninguém lhe tira!

  • «« says:

    confesso que fiquei meio ciumento….mas gostei…tens bom gosto e fizeste um texto muito sensual à volta do pirralho (desculpa não resisti)…de certeza és mais mulher do que ele é homem

  • santos says:

    rititi, gosto tanto de ti!
    Tenho de voltar cá.
    Tens tão bom gosto!!!
    Ai, tanta saúde e tão pouco tempo.

  • Perry says:

    After I initially commented I seem to have clicked on the -Notify me when new
    comments are added- checkbox and from now on whenever
    a comment is added I get 4 emails with the exact same comment.
    Perhaps there is a means you can remove me from that service?
    Kudos!

  • Leave a Reply

    Your email address will not be published. Required fields are marked *

    *

    You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>