Este site foi concebido para ser visto num browser dentro dos limites da caducidade: infelizmente não é o caso do seu. Assim, a sua experiência de navegação será seriamente afectada. Sugerimos a instalação de um browser mais séc. XXI, se lhe for possível: http://www.mozilla.com/firefox . Mas qualquer outro serve.

Rititi

Rititi

INÍCIO

  • querido blogue tempestade tropical rita

    Querido Blogue,

    A tempestade tropical Rita ameaça o Golfo do México e a mim atacou-me o furacão da gripe, mais concretamente ali na base das costas, ai, na fuça e na testa, porra, e dói-me tudo, as cruzes, os pulsos, os tornozelos e até as coxas. A benesse da mucosidade, esse grande tópico da constipação urbana, aguarda silenciosamente pela minha próxima saída à rua, pois toda a gente sabe que não há doente de gripe sem o delicioso arfar, snif, snif, esse clássico do nariz vermelho e o lenço de papel armafanhado escondido na manga da camisa e as conversas interrompidas pelo esmagar das narinas, desculpa lá, brrrruuu, chuiff. E enquanto mantenho o ranho na fase da incubação, sobrevivo suando debaixo do edredon king-size no sofá conjugal, zombie e ligada aos programas da manhã. Maria Teresa Campos, Ana Rosa ou aquela loira cuja audiência e nome ninguém parece recordar, ai que não aguento mais com tanta boda de Farruquito, o novo namorado da Chenoa, a triste performance de Paulina Rubio na Passarela Gaudi, Julián Muñoz e a sua iminente entrada em prisão, que bien que siempre nos quedarán los chistes de Karlos Arguiñano y a repetição dos episódios dos Simpson. Aquele sonho de infância que envolvia manhãs inteiras de bata e rolo na cozinha e visitas ao mercado do bairro desvaneceu-se após duas horas de visionamento televisivo, com tanto papagaio a repetir as novas do coração e entreperna dos famosos locais.
    Sem televisão por cabo e com o tabaco a saber a doença, que triste é passar o dia em casa de comando na mão. Tum-tum a cabeça a estalar, tum-tum e nada no frigorífico pois nunca está a verdadeira urbanita preparada para a reclusão forçosa no lar. Que pena que não se possa misturar vinho com antibióticos. Bem-aventurados sejam então os panfletos do tele-china e os meus devedes dos Sopranos, pois deles depende a sanidade solitária neste meu cubo azul de quarenta metros quadrados.



    Por Rititi @ 2005/09/20 | 5 comentários »

  • bonifaceo says:

    Também costumo ser atacado pela gripe, mas só lá para Novembro. Desde que fui estudar para a serra – Viseu – que é assim, dá-me 2 a 3 vezes por ano, lá venho eu depois mais cedo para casa – Aveiro – para ir lá ao médico e já ficar de fim-de-semana.
    Sopranos, grande série, bem escolhido.
    Beijinhos e as melhoras rititi.

  • rititi says:

    Obrigada!

  • Luna says:

    Bem, resta-me desejar as melhoras, acompanhadas de muitos benurons, aspegics, antigripines e muita vitamina C à mistura! 😉
    Bjinhos

  • Portuga says:

    Olha, já? Que chatice.

    E não consegues dormir? Uma das coisas que mais gosto de uma boa gripe é aquela leveza com que se consegue dormir sem que a cama pareça desagradável nem nos doa a cabeça por dormirmos demais.

    E livros? Não tens livros para te distraires da tv? Ou amigos que te vão alugar um dvd?

    Lembro-me de que quando vivia sozinho e ficava doente me sentia realmente desamparado. Havia um certo pânico que se aproximava por ver o frigorífico ficar vazio. Como dizem os anglo-saxónicos, "I can relate to that".

  • Ana says:

    Então, Rititi? Estás melhor?
    É desagradável, sem dúvida, mas a gripe (ou constipação) passa depressa!

  • Leave a Reply

    Your email address will not be published. Required fields are marked *