Este site foi concebido para ser visto num browser dentro dos limites da caducidade: infelizmente não é o caso do seu. Assim, a sua experiência de navegação será seriamente afectada. Sugerimos a instalação de um browser mais séc. XXI, se lhe for possível: http://www.mozilla.com/firefox . Mas qualquer outro serve.

Rititi

Rititi

INÍCIO

  • momento gina despedir empregada sou uma

    MOMENTO GINA: DESPEDIR A EMPREGADA

    Sou uma cobarde asquerosa. Uma merdosa asustada pelas consequências dos meus actos, senão indignos, pelo menos pouco aceitáveis socialmente, sobretudo quando toca os menos favorecidos e, mais concretamente, a minha mulher-a-horas. A justiça dos sábios e as leis do mercado justificarão a minha decisão final, mas o povo e a consciência popular recriminar-me-ão para sempre, até ao fim dos tempos. Não há perdão ou simpatia para quem despede uma empregada sul-americana, bonita e às portas do casamento.
    A gaja limpa mal, passa pior, está-se a cagar olimpicamente para as baratas que me visitam na sala, ignora que a roupa não se pendura sozinha, não me devolve o troco, as janelas têm merda que metem dó, é incapaz de mexer um móvel. Não posso receber visitas, os meus vestidos encolhem, os pratos e os copos desaparecem a um ritmo assustador. E com o intuito de atormentar a minha existência convidou-me para o seu casamento, ao fim de uma tarde de Novembro num bairro de terceira categoria, rodeada de payo-ponies cantores, pelo civil e sem vestido de noiva. Serei a madrinha? Lo que me faltava, tía. Te cagas. Cá por mim que se casa para me fazer chantagem emocial-financeira e extorquir ainda mais as minhas fraquíssimas economias, devastadas pelas drogas e a última colecção da Custo. Vaca.
    E eu não sou capaz. Não me atrevo. Como se despede uma empregada? Com um aperto de mão depois da boda, às portas do tribunal? Espero pelo arrojar do arroz do Continente? Ofereço-lho um daqueles vasos horrendos que tenho guardados em casa da minha mãe desde que me casei e depois mando-a para o desemprego e a ilegalidade? E se estiver grávida? Terá Deus compaixão de mim? Como poderei dormir sabendo que nunca mais me roubará as camisolas velhas e o vinho de pacote? Quem será a alma inocente que lhe oferecerá aquecedores estragados, cortinas que já não usa, sapatos com a sola gasta por simples filantropia?
    Estou fodida.



    Por Rititi @ 2005/10/19 | 16 comentários »

  • quiosque says:

    Nem mais, tás f… Mas não penses nisso. Envia-lhe um SMS. 🙂

  • rititi says:

    Se te der o telele da gaja, mandas tu a mensagem?

  • bonifaceo says:

    Dizes que já não precisas de mulher-a-dias, ou que vais mudar de casa, e tentas recomenda-la a alguém conhecido… para a pobre não ficar desenpregada, e podes continuar a oferecer-lhe aquelas coisas de que falas mesmo deixando de ser tua empregada… e dás uma boa prenda de casamento para ela não ficar com ressentimentos :D.

  • Gaju says:

    Se estás fodida… nem tudo é mau! 😉

  • princesinha urbana says:

    Eu cá esperava mais um bocadinho, deixava que ela se casasse e depois dizia-lhe que estava sem cheta, que tinha de abdicar de algumas coisas e que ela não era, de facto, uma prioridade…

  • Rita says:

    ó bonifáceo, mas recomendar a um inimigo, não?

    Olha miúda, o melhor é dizeres a verdade à santa criatura. E assim ficas com menos remorsos, porque afinal de contas a senhora é uma incompetente.

    Mas deixa-a vir de lua de miel….

  • Miguel says:

    Um bigode emergente. Uma empregada decadente. Que mais te irá acontecer?
    Coloca a questão da seguinte forma:
    O Srº Pinheiro é destituído a empregada doméstica se não cortar o bigode. A empregada só fica se deixar crescer o bigode.

  • Zero says:

    Se fosses um gajo, estava resolvido. Se é bonita, ficava.

    Estás a ver uma das desvantagens de ser gaja?

  • Margarida V says:

    adorei o teu blog. gostaria muito de te ter nos meus links, se te parece bem diz-me qualquer coisa.
    fico à espera da visita. 🙂

  • quiosque says:

    Em Portugal há quem fosse despedido por SMS, pelo que não vejo mal em exportar esta inovação tecnológica eheheheh 😛
    Mas esta tarefa terá que ser a minha amiga a executar… vá não custa nada. Um SMS e já está!

  • Assessora Pipinha says:

    xceu despedi a minha quando ela estava no hospital … assim estava fraca e não podia retaliar.
    quem quer irritar uma gaja que sabe exactamente o que tens na gaveta da mesa de cabeceira???

  • Blogger says:

    Trabalhos forçados é a solução (lista com: lavar vidros, as paredes com lixívia, o chão de joelhos com água rás, depois encerar e puxar o lustro de joelhos, lavar cobretores, edredons, tudo no mesmo dia que a casa tem de estar um brinco para a visita que aí vai no fim de semana), vais ver que é ela própria que toma a decisão de ir embora.
    E se não resultar há sempre a possibilidade de assustar com o bigode do Mr Pinheiro, guarda esse trunfo : )
    Beijinhos

  • delfux says:

    ritiritirikas,
    não te apokentes !!!

    fodida, por fodida, sabes como fazes para não ter de lidar com a situação ??? e até te esquivas da boda ??

    olha sei da solução perfeita!
    fazes assim, durante o fim-de-semana pegas nas trouxas e mudas de casa…hã ?!?! 😉 !

    limpinho, nem precisas de lhe dizer nada! ela kuando chegar já não moras lá e nunca maix te descobre !!!

    boa ?? depoix conta como foi … :o)

  • Leila says:

    Cara Rititi,
    posso dizer-te que despedi a minha há 1 ano alegando razões financeiras, ela ficou chateada, claro que ficou chateada, mas nao estrebuchou… Foi um alivio do caraças 🙂 Podes sempre tentar convencê-la de que tens um problema com o jogo, deves uma fortuna ao Casino e estás falida 😀

  • Sónia Rocha says:

    Oh como te percebo!
    A minha é brasileira, (felizmente não é bonita) mas é bastante prendada para as limpezas… mas, em relação às roupas, já cheguei ao cúmulo de ter de esconder a roupa para passar a ferro, pois se ela lhe põe as mãos em cima, derrete-me as peças de seda e tecidos sensíveis. Estragou-me todas as minhas calças pretas e eu não a consegui mandar embora… Tudo corre bem desde que ela não tenha o ferro de engomar na mão:)

  • Ana Paula says:

    Nas minhas buscas de um part time (cheguei hà pouco da Belgica) e como sou muito boa dona de casa daquelas de passar o algodao,ter os armarios bem arrumadinhos e a cheirar a alfazema se alguém necessitar a minha ajuda para as lides domésticas(faço tudo)queiram por favor contactar-me Ana 966679744/309934127 Prior Velho

  • Leave a Reply to Gaju Cancel reply

    Your email address will not be published. Required fields are marked *