Este site foi concebido para ser visto num browser dentro dos limites da caducidade: infelizmente não é o caso do seu. Assim, a sua experiência de navegação será seriamente afectada. Sugerimos a instalação de um browser mais séc. XXI, se lhe for possível: http://www.mozilla.com/firefox . Mas qualquer outro serve.

Rititi

Rititi

INÍCIO

  • rititi educa o povao musica pop na

    RITITI EDUCA O POVÃO

    Música Pop na China, ou os efeitos do socialismo aberto ao mercado de capitais.



    Por Rititi @ 2006/03/30 | 15 comentários »


    para isabela que gostava imenso de ser

    Para a Isabela, que gostava imenso de ser uma boazonazona como eu, mas não tem tempo porque prefere comer sandes de queijo e assar frangos (assim também é difícil, pá).


    Como ser uma boazonazona em três (ou mais, se me apetecer e estiver virada praí) lições:

    Pequena introdução – Ginásio

    Pague a matrícula, empenhe-se e perca a vergonha. Duas vezes por semana ponha lá os pés, com ar concentrado e com o I-Pod pegadinho ao pavilhão auricular (por nada do mundo se lhe ocorra ouvir o chunga-chunga ambiental, nem olhe para a televisão e – por supuesto – não cruze uma única palavra com os ginastas que a rodeiam).
    Não tenha medo de fazer o ridículo enquanto levanta halteres de quilo e meio rodeada de verdadeiras besta ex-presidiárias e mal-cheirosas que se masturbam em frente ao espelho. Falando em fluidos, as máquinas onde se abrem as pernas até às costas, aviso, não servem para fornicar. Nem aquela coisa onde nos pomos de rabo para cima e as mamas ficam apertadinhas que podem rebentar se se abusa do tempo de exercício. Nem os espaldares, nem os colchões do chão, nem a passadeira, nem a sala da sauna. O ginásio serve só para nos esquecermos da nossa (minha) condição de gaja boazona, para nos (me) transformar numa imbecil empapada em suor, com cara de sofredora e com o cabelo feito uma merda. Aliás, o conceito de boazona é muito relativo lá dentro: a sex-simbol do meu ginásio pesa setenta quilos e tem uns braços que me poderiam arrancar a cabeça.
    Faço notar aqui que se uma senhora de meia idade e depilada nas partes púbicas se despir violentamente à altura dos seus olhos no balneário, não meta a modinha na ranhura, porque não canta nem dá tabaco.
    (Enquanto à minha vida sexual, cara Isabela, não tem nada a ver com isso.)



    Por Rititi @ 2006/03/29 | 3 comentários »


    dois anos de catalunya large merece um

    Dois anos de Catalunya @ Large merece um esforço.

    Um, dois, três…

    Ó meu Puorto uonde a eterna mocidade, diz a giente o que é ser nuobre e leal, teu pendão leba o iscudo da cidade, que na história deu o nome a Portugal, Oh Cámpião do meu passado, o libro duonras de bitórias sem igual, o teu brásão abençoado, Tem no meu Puorto mais um arco triunfal. PUORTO PUORTO PUORTO PUORTO PUORTO PUORTO.

    Pronto, já chega. Ufff, que canseira. Lo que se hace por los amigos. Besos, Nuno!



    Por Rititi @ 2006/03/29 | 3 comentários »


    atao atao sofia ielou uere ar iu mr and

    Atão, atão????

    Sofia? Ielou? Uere ár iu??? Mr and Mrs Pinheiro estão deveras consternados (sempre quis estar consternada e nunca soube como, estás a ver o impacto)
    Ficamos à espera do retorno do Controversa Maresia, um dos melhores blogues deste cantinho ligado à rede. Tinha pensado lincar o mais genial texto até agora escrito sobre a blogosfera, “Os Blog Climbers”, irrepetível pela originalidade, má lingua e inteligência, mas claro, pá, apagaste o blogue e assim não há quem faça copy/paste. Porra!
    Besos, guapa!



    Por Rititi @ 2006/03/27 | 6 comentários »


    para que nao fiquem duvidas isto e uma

    Para que não fiquem dúvidas

    Isto é uma mulher bonita.
    Estrella Morente,
    uma rapariga fácil de acomodar na casa dos nossos afectos.



    Por Rititi @ 2006/03/25 | 1 Comentário »


    momento gina produto nacional cristiano

    MOMENTO GINA: PRODUTO NACIONAL

    Cristiano Ronaldo, craque e salvação do nosso ânimo nacional em concentrações de calções curtinhos, é infiel à namorada, que não é outra que este estranho ser que aqui se mostra: Nuria Bermudez, conhecida nas televisões do touro ibérico pela sua afición a comer jogadores da bola e alardear disso nos programas que melhor lhe paguem. Uma divertida mistura de peixeira do Mercado do Bulhão com aquela Victoria Beckham antes do spice-moment, pobre e pirosa; o must das revistas do coração de terceira categoria e o espelho de uma Espanha que se nega a trabalhar para comer. Enfim, que a rapariga está triste, ou pior que isso, piurça, fodidinha toda com nosso Portugal. E não lhe tiro a razão, porque o homem despistou-a com a nossa boazona nacional, a Merche Romero, macizorra por excelência e estrela da emigração lusa graças ao Portugal no Coração, esse clássico dos donos de restaurantes portugueses em Bruxelas.
    Querida Merche, tem cuidado, que nenhuma mulher é de fiar quando tem a ciumeira em cima e a Nuriaber, vamos, que muy sana de la cabeza no es. Eu cá empenhava já a pulseirinha de diamantes, pá, e refugiava-me ali no “Linda’s Cantinho”, em Candem Town, onde de certeza não te faltará um pastel de bacalhau e a solidariedade dos emigrados para combater a fúria da “come-ronaldos” de extrarrádio espanhol.

    E antes que me esqueça: a nossa Merche é bem melhor. Nada como o produto nacional. (isto se a Merche for realmente portuguesa, assunto que de veras me intriga cá nos meus adentros a pontos insuspeitos. Enfim, momentos ginas, é o que é)



    Por Rititi @ 2006/03/24 | 10 comentários »


    eta declara un alto el fuego permanente

    ETA declara un alto el fuego permanente

    Antes que os histéricos da paz sem memória se ponham aos saltinhos convém lembrar que:

    - Através desta declaração de “alto el fuego” a ETA não renuncia expressamente às armas. Declara-se, isso sim, “comprometida” para permitir o “processo democrático” onde sejam reconhecidos os direitos dos bascos como “Pueblo”.
    - Ao invocar-se como estandarte dos direitos de “todos os bascos”, ETA esquece deliberadamente os milhares de “ciudadanos y ciudadanos vascos” que durante décadas têm sido extorquidos, assassinados, mutilados e reprimidos graças a uma visão radical e ditatorial da democracia.
    - O chamamento que ETA faz aos Estados espanhol e francês para que aceite de maneira “positiva” e deixe de lado a “repressão” não é mais que uma chantagem com todas letras e sem a menor vergonha na cara.
    - O “por fin ha empezado” de Zapatero não deve passar de um optimismo moderado, sempre tendo em mente que todas as tréguas anteriores foram armadilhas e que todas (todas) acabaram em sangrentos atentados onde morreram políticos, jornalistas, crianças, empresários, militares, polícias, donas de casa, vereadores ou intelectuais.
    - ETA não é um grupo separatista, independentista, nacionalista, de liberação ou raio que os parta. ETA é um grupo terrorista que mata em nome de um estado marxista e proletário com moeda própria e com direito a entrar na UE, que utiliza métodos muitos próximos à Mafia e não tem escrúpulos em exaltar assassinos em actos financiados pelo governo basco.
    E, finalmente, que hoje existam alqaedos que se rebentam nas Twins Towers ou em comboios cheios de trabalhadores, nunca deve esquecer o Governo espanhol que as negociações de paz estão condicionadas à renúncia incondicional e imediata da ETA à luta armada. Assim o exigiu o Parlamento quando autorizou as negociações de Zapatero com ETA e assim o exigem as víctimas do terrorismo, a quem ETA deve pedir perdão. E já.



    Por Rititi @ 2006/03/22 | 2 comentários »


    os meus amigos sao melhores que os teus

    OS MEUS AMIGOS SÃO MELHORES QUE OS TEUS

    Amanhã nas bancas do meu Portugal, estará à vista de todos o segundo romance de Hugo Gonçalves, companheiro recém-estreado de cañas, coincidências demasiado emocionantes para um jantar de sábado e correspondente da vida madrilena para os leitores desse lado da fronteira. E uma surpresa de pessoa, que é para isso que se vive. Um talentoso escritor de contos, e-mailes e guardanapos se for caso disso, que quem nasce para escrever não tem limites no suporte. Comprem o livro, leiam e aprendam.

    “Todas as mulheres são expulsas de uma Cidade Estado, as suas memórias apagadas. Um grupo de amigos – Ele, Mau e Grande – cresce nesse universo exclusivo de homens em que o pugilismo se tornou no desporto nacional, a força física uma qualidade e as emoções um sinal de fraqueza. Eles atravessam a decadência da Cidade nas suas motos, procurando o perigo e as lutas de rua. Mas um dia enfrentarão o resto mundo, as mulheres, e terão de confrontar-se com a brutalidade da sua própria natureza.
    O coração dos homens vai ao fundo da amizade masculina, fala da contenção dos sentimentos, da impossibilidade e do medo do amor, da solidão, dos impulsos sexuais e do corpo como único instrumento de prazer.”

    Muitos parabéns, meu querido amigo. E na festa de apresentação só não estarei de corpo.



    Por Rititi @ 2006/03/20 | 4 comentários »


    volver p agustina esta aqui para

    VOLVER

    P – Agustina está aqui para contarnos algo. Verdad, Agustina?
    A – …
    P – Agustina tiene cáncer.
    A – …
    P – (al público) Venga, un fuerte aplauso para Agustina.

    (Mais que um filme, uma jóia de Pedro Almodóvar, com toda a razão o melhor realizador de cinema do mundo mundial e o universo todo infinito e mais além! Amen)

    Notazinha: diz Almodóvar, em relação ao tema das mamas, que ali não há nada operado. Uhmmm…



    Por Rititi @ 2006/03/18 | 5 comentários »


    volver depois de ver o filme

    VOLVER

    Depois de ver o filme (maravilhoso), impõem-se a grande questão: são verdadeiras as mamas da Penélope?



    Por Rititi @ 2006/03/17 | 7 comentários »