Este site foi concebido para ser visto num browser dentro dos limites da caducidade: infelizmente não é o caso do seu. Assim, a sua experiência de navegação será seriamente afectada. Sugerimos a instalação de um browser mais séc. XXI, se lhe for possível: http://www.mozilla.com/firefox . Mas qualquer outro serve.

Rititi

Rititi

INÍCIO

  • heroooisdomaaaar isto e so social e

    Heroooisdomaaaar, isto é só social

    E agora, se me desculpam, vou ali ser recebida pelo Aníbal e a Maria, Excelentíssimos ambos e em visita de Estado à terra da tortilla de patatas y olé!
    Cadê as pérolas, as meias de seda, o vestido de cocktail, o cachucho da minha Avó, o batôn e as armas de restauração facial? Porque não posso ser uma suburbana mal relacionada, uma qualquer não bebedora dessas sem assunto ou amigos que me convidem para eventos que a ir toda esticadinha? Ai, que vida esta tão intensa, cagonlaleche, e ainda é segunda-feira.

    E para que conste:
    1 – Eu adoro ser portuguesa. Ou o que é a mesma coisa: não gostava nada de ser espanhola. Ou então eu explico assim: se a questão é mudar de nacionalidade então eu quero é ser finlandesa, rica e com isenções, bonificaçoes, subsídios, igualdades a cem por cento, rendas a preço da chuva e uma pele de mármore.
    2 – Nem imaginam o mau apecto que dão este tipo de manchetes quando lidas fora da pequenice intra-fronteira. Um jornal líder não pode pretender dar uma imagem tão lamentável do país. Ahhhh, era para ganhar audiências!!!! Então a concorrência são o Correio da Manhã e o 24 horas? Ou não será que o Sol também queria ser espanhol??
    3- Para quando esquecer os complexos provincianos, de país pobre e mal gerido, sempre a reboque do sonho de crescer, ser mais alto, invejoso do vizinho que janta tarde e tem mulheres bonitas?
    Que fartura, pá, de cabeças minúsculas.



    Por Rititi @ 2006/09/25 | 4 comentários »

  • Cid says:

    «3- Para quando esquecer os complexos provincianos, de país pobre e mal gerido, sempre a reboque do sonho de crescer, ser mais alto, invejoso do vizinho que janta tarde e tem mulheres bonitas?
    Que fartura, pá, de cabeças minúsculas.»

    Bravo!!!
    até que enfim alguém tem coragem de o dizer!!!

  • Sofia C. says:

    Costumo ler e não costumo comentar. Hoje deu-me vontade. É que está aqui escrito o que eu penso. Está perfeito. Sem mudar uma vírgula. Para além disso acho que em Portugal muitos há que não dão valor ao que têm, deliciando-se com o rumor do seu eterno queixume.Já não há paciência!Ninguém nos virá salvar qual D. Sebastião, cresçam e assumam-se como adultos! Sofia

  • Rosalia says:

    Pues tampoco está tan mal ser española. A mí me gusta… mi mi mi mi 🙁

  • Miguel G Reis says:

    Para mim o único problema, que na verdade não é problema nenhum, mas apenas uma das nossas caracteristicas como povo — quiçá única no mundo –, é que o desporto nacional é a maledicência, e isto sem qualquer conotação negativa. Um português diz bem da família fazendo fofocas maledicentes acerca da mesma, diz mal do próprio clube, do governo, dos amigos, do patrão, etc, etc.
    Viva Portugal.

  • Leave a Reply

    Your email address will not be published. Required fields are marked *