Este site foi concebido para ser visto num browser dentro dos limites da caducidade: infelizmente não é o caso do seu. Assim, a sua experiência de navegação será seriamente afectada. Sugerimos a instalação de um browser mais séc. XXI, se lhe for possível: http://www.mozilla.com/firefox . Mas qualquer outro serve.

Rititi

Rititi

INÍCIO

  • um homem que nos toureie comodamente

    UM HOMEM QUE NOS TOUREIE

    Comodamente sentada no tendido 2 da praça de touros de Las Ventas, salto alto, gin tónico e à sombra, aplaudo a brilhante faena de Morante de la Puebla ao sexto da tarde. Lá em baixo, o toureiro dá a volta ao ruedo, com a testa rasgada por um violento pitonazo do quinto e a camisa manchada de sangue, orgulhoso da dureza do combate, a cabeleira farta e escura despenteada e eu, desarmada ante tanta arte, admiro essa pose, ai a pose, do herói que precisam estes tempos modernos, esse ser quase imortal, perfeito, o macho em estado puro. E penso, embriagada de tanta valentia, olés e álcool, que assim deveriam ser todos os homens, invencíveis, poderosos, que sozinhos ante a besta são capazes de levantar do seu sítio 23.000 pessoas e pô-las a pedir orelhas. Mas como todas as ressacas, a morantista também se cura à base de ordinária realidade e hoje, rodeada de obrigações laborais e muito mais sóbria, acredito piamente que pouco favor nos fariam os homens se nos obrigassem a vê-los todos os dias de meia cor-de-rosa, maillot e algodão na entreperna. Porque o mundo real não é uma praça de toros e nem todos os homens têm o rabo de Morante de la Puebla.
    (na Revista Atlântico de Julho, já nas bancas)


    Por Rititi @ 2007/06/29 | 1 Comentário »

  • hey says:

    Hi there, this weekend is fastidious in favor of me, for the reason that this point in time i am reading this fantastic educational paragraph here at my house.|

  • Leave a Reply

    Your email address will not be published. Required fields are marked *

    *

    You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>