Este site foi concebido para ser visto num browser dentro dos limites da caducidade: infelizmente não é o caso do seu. Assim, a sua experiência de navegação será seriamente afectada. Sugerimos a instalação de um browser mais séc. XXI, se lhe for possível: http://www.mozilla.com/firefox . Mas qualquer outro serve.

Rititi

Rititi

INÍCIO

  • que se fodam os anos 80 snap power pois

    QUE SE FODAM OS ANOS 80


    Snap – The Power

    Pois é, a única geração de jeito é a que teve 15 anos em 1990. Quem sobreviveu, como eu, à adolescência com os cabelos cardados, enchumaços XXL, calças de ganga pelo tornozelo lavadas a pedra, é feito de outra matéria. Já gostaria eu de ver os putos de agora a marmelar com os slows de Rick Asley (ou o que é bastante mais asqueroso: ao som dos inenarráveis Trovante, arrrrg…) enquanto bebem aquela bebida radioactiva chamada pisangambom… Não há quem nos chegue aos calcanhares, por muito que os adoradores dos anos 80 insistam em fazer-nos acreditar na magia daquela década decadente e bizarra (nota mental: já repararam que os adoradores dos anos 80 não sabem dançar?). Sim, amores, já podem ir mandando bitaites que não têm razão: os que nasceram antes de 1970 são uns cotas que deveriam deixar de invejar-nos e tentar ser felizes com a maturidade e a calvície. De preferência podiam ir deixando espaço na pista de dança e ir para casa lamber capas dos Clash ou o que raio ouvissem quando eram jovens. Os que nasceram depois de 1980 são uns pintelhos insignificantes ao nosso lado. Não vale a pena: vão beber copos para Santos.


    Por Rititi @ 2007/11/21 | 23 comentários »

  • Luna says:

    1980 certinhos ainda servem? :) Beijinhos

  • rititi says:

    Depende, Luna: sabes como se chamava a vilã de V? Ah?

  • l says:

    e 1970? nunca gostei de pisang ambom e esse tal rick não imagino quem seja.
    aqui no monte somos mais de vinho e modinhas.

    lb

  • Alf says:

    "os que nasceram antes de 1970 são uns cotas"…

    A menina está doida??? Estou lá cota, eu!…

  • tavguinu says:

    MEGA LOOOOOOOOOOOOL

    You got the POWER !

  • Ck in UK says:

    E os GNR? tu nao falaste dos GNR!

  • RAF says:

    Eu sou mais 90's, mas desculpa, Clash é muiiiittooo bom.

  • Rita says:

    Ah, sim, e também me embebedei com Pisang Ambom! Que nojo.

  • bruno e.a. says:

    God bless the 70´s!
    75 deve ter tido uma boa Casta sim senhor, mas 78, não lhe ficou atrás! (ok, ok, nem tanto assim, mas bolas! tenho de fazer publicidade ao meu ano, não?)

    Para a maltinha de 80 para a frente (logo à noitinha, encontro marcado em santos? à porta da capital de blazer do paizinho com botãozinho dourado?)
    ok ok, nem todos são assim…
    mas entendam! (ou talvez não) Nós, da geração rasca (cognome que nos foi atribuído nos idos 90tas) temos que nos vingar um bocadinho, vá, é muito rancor acumulado pá!
    vós sabeis que o rancor é um sentimento que não deve ser guardado pois pode propiciar outras manifestações afetivas que roçam a mesquinhez e outros sentimentos que não devemos manter no nosso âmago.

    Vá, tenham lá paciência, a vossa hora está quase a chegar…

  • mim says:

    Ahahahahahahah!!!!
    "vão beber copos para Santos"!
    AhAhahahahahahahahahahahahahah!!!

    tudo verdade, rititi!! :D

  • Isa says:

    1971 é que é! Os Clash são mt melhores do que o Rick Astley, por amor de deus… Já os Wham ninguém os batia ;-P
    Pisang Ambom é de facto um nojo…

  • Papoila says:

    E os marmelanços ao som de Jim Diamond não contam???
    Quem, eu??? Dançar slows a ouvir "and I should know better
    to lie to one as beautiful as you"? Nunca!
    :D DD

  • Esoj says:

    Ai, ai, gerações rascas!

  • betabandeira says:

    é a primeira vez que venho a este blog e é o primeiro post que leio do mesmo… Adorei!!

    E os penteados?? Eu usava uma franja que quase chegava ao umbigo… Vestia-me toda de preto com uns casacos compridos. Ouvia clash e todas essas tretas… O Rick qualquer coisa não sei quem é… A minha onda era pseudo-intelectual. Chamavam-se Vanguardas!! Adorei :)

  • Joana says:

    Longe de mim querer enervar alguém, mas como alguém que nasceu nos anos 80, tem o polegar desenvolvido devido às sms E não bebe copos em Santos (vou à Bica ver a malta que nasceu nos anos 70) venho só deixar a questão no ar… nenhuma geração que idolatrava os Wham pode ser assim tão boa!!!
    Mas admiro a vossa coragem em penteados e roupa! Sim senhora!! que a força esteja com vocês…

  • Francis says:

    boa tarde,

    está muito bem visto e tal, mas discordo completamente. como original 63, na nossa juventude tivémos a melhor musica de sempre. e a propósito tinha feito um post sobre os espectáculos no pavilhão de cascais. mas pronto, são opiniões.

  • ze says:

    Pois é sou dos anos 50 cota não é?
    mas até me dá dó aquilo que por aí vejo,por vezes.
    Um abraço e não se esqueçam que também vão lá parar.
    Bom f .s.

  • Ricardo says:

    Antes Trovante do que Luís Represas, esse sim, foleiro, lamechas e piroso – um digno representante dos 90s, portanto. E, já agora, ó Rititi, o Rick Astley não se tornou famoso por cantar slows. Quer cascar nos 80s, esteja à vontade, mas caralhos ma refodam se o "Never Gonna Give You Up" não é bem melhor do que essa merda do I've Got The Power
    Oh-oh-oh-oh-oh-oh-oh-oh-oh yeah-eah-eah-eah-eah-eah

  • Teresa says:

    uffaaaa! afinal não sou um caso perdido! :) :):)

    boas recordações me trouxe este post.

  • alter-lego says:

    Luna: os certinhos nunca servem
    Rititi, marida: chamava-se "Diana"; na wikipedia, chamam-lhe Jane Badler – soa a Bauer, mas com mais tempo do que míseras 24 horas (dessas que quase nem se ganham o agá), ainda mais tendo em conta que passou os seus 'teen years' (qué coño será eso?) numa povoação chamada Grande Pescoço ("Great Neck", no original – não admitimos graçolas).
    CK in the UK: os GNR são unspeakable, nem eles próprios sabem como chegam a juntar letras. E palavras, bem, nem mesmo os Já Fumega conseguiram decifrá-las. E eram os Já Fumega!
    bruno: glod bess as eras geológicas, que não deixam marcas.
    joana: não mi-nerva. A conjugação 80-polegar desenvolvido-não bebe copos-vou à Bica ver a malta que nasceu nos anos 70 é um bocadinho voyeurista
    ricardo, sem vontade de ofender: caralhos o refodam, pois.

  • rititi says:

    Masquestamerda!?! Uma gaja sai do blogue dois dias e já tem até o marido a mandar bitaites :D
    Ora pois muito bem, alter-marido, sim a Diana era a má de V. Mas acaso sabes como se chamavam os Cavaleiros do Zodiaco?
    Joana, querida, que não te apoquentem. Só vais à Bica porque tens bons genes, eheheh…
    Ricardo: como que Rick Asley nao cantava slows??? E aquele com a Kyle Minogue?
    Ah., Isa.. os Wham, que gratas recordações… E, Rita, o George NAO é gay (ele acha que sim, mas está enganado).
    Só inefáveis momentos, os anos 90. Esquecia-me, os GNR são claramente uma bosta (nunca me consegui explicar o êxito do Reininho, por Dios, que chato).
    E só a modos de me ir pirar para encomendar uma pizza para o jantar: Zé e Francis: vocês são velhos.
    Beijos a todos, maiormente aos que não me referi.

  • Ricardo says:

    Rititi, o Rick Astley cantava slows, sim, mas não foram os slows que o tornaram famoso. Com a Kylie-oh-meu-deus-que-rabo-Minogue não me lembro de ter cantado o que quer que seja – slow ou não slow. Acho que está a confundi-lo com o Jason Donovan, o Luís Represas lá da Austrália.

  • Patita Feia says:

    1979 a marcar presença!
    (ainda conta… dada a educação pró 80's que tive… ainda gosto de sombra dos olhos roxa , ao contrário do lápis azul clarinho na pálpebra de baixo com o bâton rosa não cueca mas esbatido-como-a-porra num moreno-ai-c'aporra é esta – sem factor 80)

  • Leave a Reply

    Your email address will not be published. Required fields are marked *

    *

    You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>