Este site foi concebido para ser visto num browser dentro dos limites da caducidade: infelizmente não é o caso do seu. Assim, a sua experiência de navegação será seriamente afectada. Sugerimos a instalação de um browser mais séc. XXI, se lhe for possível: http://www.mozilla.com/firefox . Mas qualquer outro serve.

Rititi

Rititi

INÍCIO

  • esta semana nao esperem nada de mim de

    ESTA SEMANA NÃO ESPEREM NADA DE MIM



    De Carmela Soprano curiosamente pouco foi dito, como se a estética da unhaca lacada de meio metro fosse suficiente para resumir a complexidade desta abelha-rainha do subúrbio manfio. Mas ainda faltam dez capítulos para me poder dedicar ao blogue com seriedade, tenham paciência. E aliás, hoje começo com as aulas de preparação para o parto, conhecido a partir de agora como O Mestrado.


    Por Rititi @ 2008/04/29 | 1 Comentário »


    esta semana nao esperem nada de mim

    ESTA SEMANA NÃO ESPEREM NADA DE MIM

    Estou encerrada* em casa a ver a sexta temporada dos Sopranos, temporada esta que tive que comprar na Fnac do Chiado porque em Madrid népias, puff, nem sonham quando a terão à venda. Para que logo digam que Espanha é um país avançado, moderno e que merece estar no G-8. O caralhinho, é o que é.
    (*encerrada = afundada no sofá e alimentada a soro)


    Por Rititi @ 2008/04/28 | 3 comentários »


    25 de abril da minha janela nasci um

    25 DE ABRIL DA MINHA JANELA

    Nasci um ano depois do 25 de Abril e por muito que leia ou estude sou incapaz de pensar a vida em ditadura, olhando sempre para trás, duvidando do confidente, escondendo livros, pensando no meu irmão morto na Guiné, precisando de autorização do meu pai-marido para comprar um carro. E ouvir vozes saudosas de um passado a preto e branco, vozes que lamentam tempos de morte numa guerra longínqua parece-me horrendo, sinal de gente muito mesquinha, pobre da cabeça e miserável, até. Esta semana, o poeta argentino Juan Gelman recebeu o Premio Cervantes da Língua Espanhola com um discurso terrivelmente dramático que reivindicava a força da memória contra o terror da ditadura, a necessidade de nunca esquecer a morte de inocentes (na Argentina foram desaparecidas mais de 30.000 pessoas, em Portugal uma geração perdeu-se numa guerra que só interessava a uma pandilha de lunáticos agarrados a uma certa ideia de historia) e a urgência do resgate da memória como “único caminho para construir uma consciência civil sólida que abra as portas do futuro”.
    Mais, no Pnet Mulher


    Por Rititi @ 2008/04/25 | 1 Comentário »


    e hoje em madrid noite dos livros e

    E HOJE EM MADRID, A NOITE DOS LIVROS

    E conferências de Juan Gelman e Michel Houellebecq e concertos grátis e livrarias abertas até à meia noite e programação infantil nas bibliotecas e concursos de poesia sms e livros, muitos livros, com descontos, de segunda mão, gastos e assinados pelos autores, à venda nas praças, à porta das lojas e nas ruas, porque é nas ruas que Madrid vive, se expande, de copo na mão e livro na outra, a falar, a trocar umas ideias, a festejar. Por sorte, vivo numa cidade que usa qualquer pretexto para sair à rua. E o livro é uma belíssima razão para celebrar com os amigos, que raio.

    Adenda:
    Hoje, também foi a entrega do Prémio Cervantes Juan Gelman:

    “Para San Agustín, la memoria es un santuario vasto, sin límite, en el que se llama a los recuerdos que a uno se le antojan. Pero hay recuerdos que no necesitan ser llamados y siempre están ahí y muestran su rostro sin descanso. Es el rostro de los seres amados que las dictaduras militares desaparecieron. Pesan en el interior de cada familiar, de cada amigo, de cada compañero de trabajo, alimentan preguntas incesantes: ¿cómo murieron? ¿Quiénes lo mataron? ¿Por qué? ¿Dónde están sus restos para recuperarlos y darles un lugar de homenaje y de memoria? ¿Dónde está la verdad, su verdad? La nuestra es la verdad del sufrimiento. La de los asesinos, la cobardía del silencio. Así prolongan la impunidad de sus crímenes y la convierten en impunidad dos veces.” (o discurso completo no El País)


    Por Rititi @ 2008/04/23 | 1 Comentário »


    31 semanas tenho o quarto preparado o

    31 SEMANAS

    Tenho o quarto preparado, o carrinho do bebé, quilos de roupa azul claro e a pele, as unhas e o cabelo numa forma estupenda. Tenho livros de auto-ajuda para antes, durante e depois do parto, a casa limpa de ácaros e até tenho o puto matriculado, inscrito e prometido na creche do bairro. Tenho a família revolucionada e a minha mãe doida por ser avó e uma irmã com ataques de compra compulsiva nas lojas da roupinha mais bonita para a criança que todos esperam. E tenho um marido, amante mais que nunca, que se me abraça à barriga e a todo este meu corpo superlativo, imenso e cheio de vida interior e que me faz perder o equilíbrio e o centro de gravidade, mas que me orgulha de tão bonita que me sinto. E tenho também um medo que me acorda a meio da noite, uma espécie de cagufa da que ninguém me falou e que me obriga a perguntar-me se o farei bem e onde se compra o cabrão do livro de instruções, porque para tudo deveria haver manuais, até para saber onde se desliga, onde se tiram férias da maternidade ou se o amor materno-filial é automático como dizem. Porque uma coisa é estar grávida e outra muito mais fodida, ai, é ser mãe. Não posso ficar prenha mais um par de anos?


    Por Rititi @ 2008/04/21 | 21 comentários »


    o capitulo que faltou nos sopranos

    O CAPÍTULO QUE FALTOU NOS SOPRANOS


    (Bento XVI em NY)

    Tony e Carmela Soprano, com os rebentos Meadow e AJ, nas primeiras filas da Catedral de Saint Patrick, em Nova York a ouvir a homilia de Bento XVI. Com as consabidas invejas de Paulie Walnuts, quem apesar de ter pago inutilmente vinte mil dólares em donativos ao Padre Phil não consegue arranjar convites para a missa, de Christopher Moltisanti que ainda acha que Tony lhe deve esse favor por se ter sincerado sobre a traição de Adriana, do patético Artie Bucco e, claro, de Janice, a cabra da irmã que se (re)converteu ao catolicismo há cinco episódios atrás, quando se soube da visita de Ratzinger aos USA. O único apoio de Tony nesta crise ecuménica que já custou um contrato de obras em New Jersey, um carregamento de camiões roubados nas docas e uma ataque de ansiedade com visita de urgência à Dr. Jennifer Melfi é, como sempre, o fiel consigliere Silvio Dante.
    Daqui não se vê, mas podemos imaginar o ar de relativa satisfação de Tony Soprano, a meio da eucaristia e sentado ao lado do Governador do Estado, de pequenos e morenos advogados latinos e as suas recauchutadas mulheres, de chefes da polícia irlandenses e de líderes da próspera comunidade italo-americana, e pensa, what the fuck, para alguma coisa deve servir ser o chefe de uma empresa de recolha de lixo. “All due respect, you got no fucking idea what it’s like to be number one.”


    Por Rititi @ 2008/04/20 | 4 comentários »


    por carroca na frente dos bois parece

    Pôr a carroça na frente dos bois

    “Parece que volta o mito das duas Espanhas irreconciliáveis e antagónicas. Por um lado na televisão falam-me da Espanha Zapatera, paritária e consagrada pela Lei da Violência de Género e o Ministério da Igualdade, uma Espanha onde uma grávida passa revista a um exército que até há trinta anos servia os desígnios de uma ditadura nascida da guerra civil, uma Espanha de deputados e deputadas, de ministras e ministros, de cidadãos e cidadãs, de espanhóis e espanholas por decreto de lei e por cojones.”
    (E mais, como todas as sextas, no
    PNET Mulher)


    Por Rititi @ 2008/04/18 | 2 comentários »


    que se fodam os anos 80 beverly hills

    QUE SE FODAM OS ANOS 80


    Beverly Hills 90210

    Podia ter escolhido Twin Peaks, mas o pedantismo não me seduz o suficiente. Eu sou mais de séries hormonais, roupa gira, sofrimentos de colégio de freiras, complexos sobre o tamanho das mamas e o fim da ortodontia e amores nascidos nas discotecas da moda. Aliás, Laura Palmer já estava morta quando a encontraram, que grande codilho.


    Por Rititi @ 2008/04/18 | 4 comentários »


    rititi educa o povao ha vida alem de

    RITITI EDUCA O POVÃO: HÁ VIDA ALÉM DE MACARENA


    NAJWAJEAN – Crime

    Para os pirosos que acham que em Espanha só se compõem músicas que rimam com torero, que Chayanne é o herói nacional e que os espanhóis são incapazes geneticamente de verbalizar mais de duas palavras seguidas em inglês, deixo-vos a tomar o pequeno almoço com o último projecto de Najwa Nimri e Carlos Jean, dois seres que quando se juntam se transformam em Najwajean. Um mimo.
    E agora vou tomar banho a pensar precisamente no complexo pequenino e vergonhoso que têm os portugueses em relação a Espanha. Já cá volto.


    Por Rititi @ 2008/04/15 | 2 comentários »


    vida de prenha urgencias fumar ja sei

    VIDA DE PRENHA: URGÊNCIAS

    Fumar já sei que não… Mas, e um cházinho, não dava?


    Por Rititi @ 2008/04/14 | 2 comentários »