Este site foi concebido para ser visto num browser dentro dos limites da caducidade: infelizmente não é o caso do seu. Assim, a sua experiência de navegação será seriamente afectada. Sugerimos a instalação de um browser mais séc. XXI, se lhe for possível: http://www.mozilla.com/firefox . Mas qualquer outro serve.

Rititi

Rititi

INÍCIO

  • Lisboa

    Lisboa, apesar de colinas e da luz e das vistas desde a minha casa e desse cheiro a lavado, Lisboa com o seu ritmo e o seu tempo, com esses turistas babados no miradouro de São Pedro de Alcântara, não é um postal. É uma cidade muitas vezes impraticável, um caos no inverno com as chuvas a colapsar sarjetas e ruas, humidades que se pegam às paredes dos edifícios e aos cabelos, eléctricos que não passam, águas que transformam a calçada portuguesa numa arma assassina; uma cidade que no verão nos sofoca, que aos fins de semana fica deserta, uma capital sem centro, sem gente, sem vontade de ir beber um copo à quinta feira, uma cidade enfiada em casa cheia de frio e com a manta pelos joelhos e com preguiça de ir passear os filhos ao parque. E mesmo que houvesse um hipotético e mais que improvável trabalho bem pago à minha espera nesse lado da fronteira, voltar a Lisboa apresenta-se como um exercício de masoquismo alucinado – só de me imaginar a empurrar um carrinho de bebé feita doida pela Calçada da Estrela acima até me dá uma coisinha má – e morreria de saudades destas pequenas guloseimas que fazem de Madrid uma espécie de aldeia onde se fingem hábitos provincianos para não nos sentirmos perdidos e tão sozinhos. Essas cañitas de fim de tarde assim que começa o bom tempo, o Retiro como jardim de casa, a tradição do cozido madrileno com os amigos, mais não são que entreténs para passar o tempo nesta cidade que não tem mar, nem rio, nem pais onde ir almoçar ao domingo. Porque Madrid não é minha, não sou daqui, ninguém é daqui. Fazemos de conta, brincamos a fazer do bairro em que vivemos o nosso bairro, copiamos tradições, fingimos que as festas de San Isidro, ou da Almudena, ou da Paloma são nossas. Mas não são. Ao contrário de Lisboa. A Lisboa sempre senti que pertencia, apesar da chuva, das ruas escuras, do desagradável do inverno, da tristeza dessas terças feiras vazias de gente, dos parques infantis sem crianças, do queixume. E agora que tenho dois filhos não os posso obrigar a viver numa cidade tristonha mas bonita, deprimida mas romântica, nossa mas solitária. Por isso Madrid agarra-me mais que Lisboa, o que é uma pena, porque eu adoro Lisboa e queria tanto rever-me naquelas colinas, educar os meus filhos em português, habituar-nos a passear pela praia em Abril, ter a certeza de um bom prato de sopa em qualquer tasca. E saber-me cada vez mais longe da cidade que mais amo enche-me o coração de saudade. Que pena.



    Por Rititi @ 2010/11/12 | 24 comentários »

  • rita says:

    Qué bonito Rita.

  • Juanna says:

    Poxa….desatei a chorar. Conseguiste resumir tudo o que sinto. Amo Lisboa mas para lá não posso voltar.

  • Obrigada às duas.
    Um grande beijo

  • Ck in UK says:

    Como eu te entendo Rititi. No fundo, isto foi uma escolha. E uma escolha pra o resto da vida – ser Portuguesa la fora, e estrangeira no nosso proprio pais. Pensei que com o passar dos anos isto melhorasse, mas fica cada vez pior. You’re not from here, there or anywhere….

  • Amáliaporamor says:

    Oi! Isto não tem nada a ver com o post, mas sei que gostas do “The Way We Were”… olha quem vai estar na Oprah na 3ª feira,

    http://www.youtube.com/watch?v=rVZKr6bRr7M

    :)

    • Rititi says:

      Adorei, obrigada. Sabes que a Barbra esteve em Madrid de incógnito?

      • Amáliaporamor says:

        Oi! :D

        Sei sim, eu vi no site Barbra-Archives que ela andou em Madrid (Palácio e Teatro Real e Museu do Prado) e depois esteve em Toledo… no ano passado ela tinha estado em San Sebastian, Girona, Barcelona e Bilbao… a mulher adora Espanha e é giro vê-la só com o marido a dar uma volta em Madrid.

        Este episódio da Oprah vai ouro… Redford e Streisand juntos pela primeira vez! Se arranjar um link depois envio-te por aqui. :)

  • Rachel says:

    Bom,
    Porque não te mudas para cá pró Porto, hán?
    Que bonito e proficuo que isto é… nem te passa!
    Temos também pessoal muito animado e com pronuncia, por isso não ías ter dificuldade a adptar-te. compreender este pessoal é mais ou menos a mesma coisa que compreender um catalão. Ai, mas espera tu estás em Madrid… pois… se calhar…

  • Ana Martins says:

    Esta está de deixar qualquer um de lagriminha no canto do olho…lindo!
    Parabens mais uma vez!

  • Manuel Mendes says:

    Há já algum tempo (+/- 2 anos) que acompanho os seus comentários, mas este não podia ficar indiferente. O facto de querer comparar Lisboa a Madrid parece-me descabido, porque ainda bem que são diferentes. Cada qual tem os seus encantos e os seus defeitos, ou será que Madrid não tem. Eu também conheço alguma Europa e algumas cidades e gosto de muitas delas, mas achar que Lisboa desde as pessoas á arquitectura é assim e assado e não se pode fazer isto e aquilo, e que vivem em “cavernas” dá a entender que porventura já não se identifica com uma realidade que deixou para trás e que agora vive no El Dorado. No meu caso pessoal agora estou em África, Maputo e não lhe digo nem lhe conto, nem vale a pena comparar.

    • Juanna says:

      Bem, eu já vivi em Maputo e agora vivo em Madrid. Lisboa continua longe do meu ideal de cidade para viver com família. Madrid não é uma maravilha, mas oferece mais “humanidade”às pessoas. Maputo faz parte dos meus sonhos de criança, foi onde mais feliz fui.

  • Rititi says:

    Manuel,
    Leia de novo o me post, porque não escrevi nada do que insinua, a sério que não.

  • João L says:

    Rita,
    Lisboa tá mesmo feia, mesmo suja, mesmo cheia de pedras de calçada levantadas a fazer tropeçar qdo não cheias de cocó de cão.
    só mesmo bonita vista da ponte à entrada.
    eu tb ficaría em Madrid e de vez em qdo choraría um bocadinho de saudade qdo pensasse em Lisboa.

  • Rosario.pt says:

    Não vivo em Lisboa, vivo numa cidade bem “aburrida”, mas onde TENHO trabalho e gosto e onde tenho uma casa que gosto.

    Quase todos os fins de semana me “acerco” a Lisboa e qdo estou quase quase a chegar sinto uma nostalgia como se em vez de estar a chegar estivesse a partir AMO LISBOA!!!

    amei o teu texto OBRIGADA!!!

    ADOR

  • Rosario.pt says:

    Rachel!

    Se eu pudesse (…) mudava-me para o Porto, JÁ!

  • Melancia says:

    é tão verdade! é isso que sinto desde sempre. as vezes que comparo as vivências alfacinhas, com as vivências de qulauqer ponto de espanha onde já estive são sempre estas.
    lisboa plena de alma mas tão abandonada, tão só… cheia de espaços para ninguém.

  • Carochinha says:

    Lisboa está cheia de gente mas sempre nos locais errados. Nas estradas, paradas dentro de carros às 7 da manhã, nos centros comerciais a ferver, acotovelando-se dentro de lojas, sempre nas mesmas festas de gente que não come e que se pavoneia com Louis Vuitton da cabeça aos pés, sempre no mesmo Lux, nos mesmos cafés e restaurentes no Chiado/ Bairro Alto onde o serviço é pésssimo e os preços desconcertantes. No Verão nas mesmas esplanadas onde se espera 1h por uma cadeira, aquelas que à noite ficam cheias de copos no chão, cigarros apagados e papéis. Infelizmente não se vê gente a acotevelar-se em museus, não se vêem pais a passear os filhos pela cidade, não se vê gente a sair do escritório às seis da tarde e a encher esplanadas. Lisboa é assim para quem não é dela. Dura. Felizmente para nós há muito mais Portugal para além de Lisboa, e a pouco mais de duas horas de comboio, onde se pode ir buscar ar e energia para, por cá continuar, enquanto Madrid não chega.

  • Rita Burnay says:

    posso transcrever este texto para o meu blog? please!
    este sentimento não é fácil de explicar mas também me sinto dividida, por um lado a lisboa de toda a vida por outro a madrid que me conquistou, me apaixonou, e ocupou tanto espaço na minha vida que agora que estou em Lisboa não me sinto em casa como me sentia em Madrid.

  • hey says:

    Excellent way of describing, and fastidious article to obtain facts concerning my presentation topic, which i am going to convey in school.|

  • If some one needs expert view about blogging then i recommend him/her to visit this weblog, Keep up the pleasant work.|

  • Leave a Reply

    Your email address will not be published. Required fields are marked *

    *

    You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>