Este site foi concebido para ser visto num browser dentro dos limites da caducidade: infelizmente não é o caso do seu. Assim, a sua experiência de navegação será seriamente afectada. Sugerimos a instalação de um browser mais séc. XXI, se lhe for possível: http://www.mozilla.com/firefox . Mas qualquer outro serve.

Rititi

Rititi

INÍCIO

  • ISTO NÃO É UM BABY BLOG

    Nos sete anos que existe o Blogue Rosa Cueca já aqui contei de tudo: idas à Tailandia ou à Grécia, carraspanas terríveis e ressacas de cavalo, visitas a museus, a morte da minha gata Lucrécia, a mudança de casa, as minhas viagens à Grande Alface e a Espinho. Os que me seguem há mais tempo sabem dos meus filmes e pratos favoritos, como me sinto em paz no Alentejo, no monte, o que penso sobre o aborto, as corridas de touros, o cabrão do lenço na cabeça e os gajos que vão às putas. Já declarei mil vezes o amor ao Mr. Pinheiro, já elogiei amigos, já dei prémios aos melhores bloggers, já mandei muita gente pró caralhinho também. Percebo que haja desse lado do ecrã gente que ache que me conhece bastante bem, claro, depois de sete anos de escrita compulsiva que vem da urgência de escrever e ser lida e, porque não, de um certo exibicionismo. Acontece que nos primeiros post sobre os efeitos da maternidade no meu quotidiano, reparei que esse exibicionismo tem um limite: os meus filhos. Por muito bonitos que eu ache que são os meus filhos (que o são), por muito divertidos que sejam os raciocínios, sou incapaz de partilha-lo no blogue. Porque vocês sabem quem eu sou, mas eu não sei quem está do outro lado. Pronto. Por isso não há cá fotografias para ninguém, nem de costas, nem de cara cortada, nem merdas. Por decência. Porque a intimidade deles vale ouro. E porque eles não têm a culpa que eu tenha um blogue e escreva em jornais. Que pensariam daqui a uns anos quando vissem escarrapachadas na net as nossa conversas? Se eu sou incapaz de reproduzir aqui o que falo com o meu gajo ou com os meus amigos, porquê iria fazê-lo com os meus filhos, que são os seres que mais precisam da minha protecção? E a quem interessa, aliás, saber o que comem, quando cagam, o que dizem? Sim, devo ser a única gaja com filhos da blogosfera que mantém em segredo o quotidiano dos filhos, e se há coisa que aprendi logo no dia em que pari é que cada mãe/pai sabe de si, e que se publica fotos dos filhos, da roupinhas novas, das notas e dos brinquedos, tem a certeza que está a fazer o correcto. Mas eu não sou capaz. Perco leitores, mas ganho o respeito dos meus filhos.



    Por Rititi @ 2011/02/04 | 22 comentários »

  • Juanna says:

    Pois eu cá acho que tens toda a razão. Eu publico fotos das minhas filhas, mas tenho muitas amigas que não o fazem. Cada um com os seus motivos e prontus!

  • Alexandra says:

    Ainda bem. Não se aguenta. Adoro crianças mas não há blogue feminino acima dos trinta com miúdos que não prevarique dessa forma.

  • Patty says:

    Aprecio a sério o respeito pelo espaço deles que demonstra.

  • AC says:

    Concordo em pleno! Acho que há momentos e situações que não devem ser divulgados, que pertecem à intimidade de cada um. Acabei de ver uma cena no facebook que me chocou: um dos meus conhecidos, nem sequer é meu amigo intímo, publicou imagens do seu recém nascido a mamar: EM GRANDE PLANO! Ora, eu não sou amiga da companheira… e imagino que pelo menos mais 100 pessoas também não o sejam! Pelo menos…

  • Celina says:

    «Os que me seguem HÁ mais tempo»
    «eles não têm culpa»
    «por que iria fazê-lo»
    «e a quem interessa»
    «o que como, quando cago, o que digo?»
    «a única gaja com filhos da blogosfera que mantém…»
    (ou: a única gaja da blogosfera com filhos, que mantém… ?)

    É só para ajudar a manter a qualidade do blog e porque uma jornalista (nem ninguém, diga-se) deveria “trair” assim a língua portuguesa.
    :=))

    Acho muito sensata a sua atitude protectora.

    Cumprimentos

    Celina Ferreira

  • sem-se-ver says:

    o meu aplauso sincero.

  • JCM says:

    Sim, não ponha fotografias deles. É tipo o bebe da Cerelac, coitado, nunca mais pôde sair à rua.

  • Rititi says:

    Xiiii, Celina, “à mais tempos”?.??? Obrigada! E não sou jornalista!

  • salto says:

    Gosto muito de ler o seu blog. E tiro-lhe o chapéu pela escrita inteligente, irónica, bem-humorada, pela mulher de força que é. Um bem-haja!

  • Ana says:

    Compreendo perfeitamente a tua posição e concordo inteiramente com ela. Espero que não percas leitores com isso (seriam estúpidos ao fazê-lo…) porque isto é um espaço teu, e tens que dizer o que te apetece, não o que os outros querem ler.

  • Ana Martins says:

    Concordo contigo!
    Há blogs muito bons, que eu leio diáriamente, com imensas fotos das criancinhas em férias, na praia, a comer e a dormir, mas eu sinceramente acho dispensável.
    Não perdes leitores, não…ganhas mais adeptos!

  • Ana Rita says:

    Arrefinfa-lhe!

  • tatas says:

    acho que ganhas leitores : )

  • Diana says:

    Pois que está muito certo. Nada contra os rititi boys mas gosto muito ler o blogue rosa cueca como sempre foi.

  • Mafas says:

    Tanta polémica que este post deu! Já está comentado e citado em vários blogues. As opiniões dividem-se e já há acesas discussões sobre este assunto. Eu tb tenho a minha e acho que cada um deve fazer o que acha melhor e o que a sua consciência diz. Não somos todos iguais nem temos de ser e os vários blogues reflectem isso.

  • Ana says:

    E eu que já a li a dizer que o seu baby blog favorito era o “Passeai Flores”. Mudam-se os tempos, mudam-se as vontades.
    Sinceramente acho que publicar pequenas historias com os nossos filhos não fará com que fique com mais, nem com menos leitores, e muito menos, que a qualidade ou quantidade de respeito dos seus filhos por si, tenha alguma coisa a ver com isto. Blogues como o “coco na fralda” são uma delícia, e acho que aqueles filhos nunca perderam o respeito pela mãe

    Beijinho enorme Miss Rititi.

  • Salvador says:

    Boa noite, Rititi ))

    No seu caso, Mulher (re)conhecida, faz todo o sentido preservar a identidade dos filhos. Para quem o não é, não vejo qualquer problema, até porque as feições das crianças mudam rapidamente.
    Sigo um desses baby blogs regularmente (O diário de Miss Blue Eyes), por um feliz acaso. A senhora estava grávida de um menino, o Salvador, começou a seguir o meu modesto espaço, acabei Padrinho virtual do pequeno Salvador e, como bom Alentejano, trato a senhora por comadre )).
    E quanto a perder leitores, tenho a certeza que tal não acontece. Pelo contrário.

    Cumprimentos, esperando o Francisquinho bem (ia dizer Chiquinho, mas não digo. A Rititi ia zangar-se.. rsrsr).

  • Tartaruga says:

    Ganhas o nosso respeito também, acredita.

  • Carla Moreira says:

    Concordo plenamente com essa opção, penso que os pais deviam dar tempo aos filhos para que fossem eles próprios a decidir se querem ou não as suas fotografias ou conversas publicadas e acessíveis a todos, para mim é uma questão de respeito pela liberdade do outro.

  • Ana says:

    Eu publico as façanhas dos meus filhos, mas eu condiciono o acesso ao meu blogue: só convido para o ler quem conheço pessoalmente. E, depois, cada um gere o seu blogue da maneira que achar mais adequada. E não tem de dar justificações por isso, ou esperar a aprovação alheia.
    Há mais na tua vida, Rita, que seres mãe, e este blogue já existia antes desse feliz acontecimento.
    Já agora, parabéns pelo segundo bebé. Perdi, entretanto, o rasto do “Rititi”, e só agora soube que tinhas sido mãe novamente.

  • Não te sigo à muito tempo mas acabaste de ganhar o meu respeito com estes post =)

  • Leave a Reply

    Your email address will not be published. Required fields are marked *

    *

    You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>