Este site foi concebido para ser visto num browser dentro dos limites da caducidade: infelizmente não é o caso do seu. Assim, a sua experiência de navegação será seriamente afectada. Sugerimos a instalação de um browser mais séc. XXI, se lhe for possível: http://www.mozilla.com/firefox . Mas qualquer outro serve.

Rititi

Rititi

INÍCIO

  • Francisco

    Um amor sem sobressaltos, esse és tu, a certeza que tudo vai correr bem, que já dormiremos um dia destes, que não há pressa para cresceres, que cada dia passa quando passar. Um cantinho de paz, o momento zen do dia, um sorriso imenso condensado num corpo de bebé de quatro meses, um respirar profundo quando dormes, umas mãozinhas que começam a investigar-se. O cheiro delicioso do teu pescoço, as risadas incipientes, o brilho azul dos teus olhos redondinhos como berlindes. O segundo filho, o recomeçar da voragem da vida, das incertezas, das dúvidas sobre a possibilidade de voltar a amar com a mesma generosidade. E aconteceste. E que idiotas se demonstraram os medos. Descartaram-se as teorias idiotas, inúteis resultaram as certezas absolutas, os livros acabaram no lixo. Não há ciúmes, nem histerias, só nós, siameses num amor maior. Entre nós os dois há um pacto secreto, uma cumplicidade que vem das entranhas, da partilha dos líquidos, do milagre da vida, dos ruídos uterinos, de um amor do que só nós podemos dar conta. De nada serve explicar o que só a nós nos pertence, um amor tão original como fundamental para entender o nascimento do Universo, o movimento das marés, o efeito do vento nos cabelos das mulheres bonitas. Um amor anterior a esta casa, à banheira, às fraldas, ao quotidiano de leite e mimos, a uma família que celebra cada gargalhada tua, cada tentativa de endireitar as costas, cada encontro com a água. Uma família agradecida por cada dia que partilha contigo, meu anjinho perfeito, meu querido filho.



    Por Rititi @ 2011/02/16 | 12 comentários »

  • Juanna says:

    É tão bom ser mami…

  • claudia says:

    Ai, porra. Que me veio a lágrima ao canto do olho ao pensar no meu Gui…

  • Ana says:

    Sei como é: um amor desmedido e totalmente incondicional. E pelos dois!

  • Há coisas que só quem é mãe é que sabe… e é tão bom! ;) ))

  • T. says:

    Não tenho filhos, mas este texto emocionou-me é uma das mais belas declarações de amor que já li.

    Parabéns pelo blog, é fantástico.

  • Salvador says:

    Boa noite, Rititi ))

    Não mostrou as fotos do menino com pretendiam alguns dos seus leitores, mas a sua descrição valeu por mil imagens…))

    Felicidades para a Familia feliz.

  • Rosario says:

    pensava que “isto não era um baby blogs”

    DISFRUTA!!!

  • Ana Martins says:

    L*I*N*D*O!
    Penso sinceramente que não há melhor imagem ou foto do que estas paralvras, para descrever o amor de mãe.

  • luciana says:

    Mas o melhor , melhor é que este amor cresce , cresce, cresce
    sem parar. Felicidades

  • Ana Rita says:

    É por estas e por outras que não me canso de te ler! parabéns, legado estupendo!

  • Leave a Reply

    Your email address will not be published. Required fields are marked *

    *

    You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>