Este site foi concebido para ser visto num browser dentro dos limites da caducidade: infelizmente não é o caso do seu. Assim, a sua experiência de navegação será seriamente afectada. Sugerimos a instalação de um browser mais séc. XXI, se lhe for possível: http://www.mozilla.com/firefox . Mas qualquer outro serve.

Rititi

Rititi

INÍCIO

  • Fado

    Nos dias em que sinto que esta cidade não é minha, que as ruas que sigo com o olhar no autocarro não me pertencem, que não há rio que me conforte, nos dias em que esta gente e as suas falas nada me dizem, nos dias em que me sei tão longe da luz de e dos sons toscos de Lisboa, da vista da minha casa, dos fins de tarde com os meus amigos num bar qualquer no Cais do Sodré à volta de uma imperial, nestes dias em que o que sinto não é saudade, mas sim ausência, volto ao fado. Não me sinto melhor, mas pelo menos sei que faço parte de alguma coisa.



    Por Rititi @ 2011/11/02 | 9 comentários »

  • Roberta says:

    Ah pois bem sei o que é isso…. :D

  • rosaamarela says:

    bonito post, poderia dizer que sinto a mesma coisa.

  • Juanna says:

    Às vezes sinto o mesmo. Vale-me a viagem que farei até casa este sábado. Voltar ao peixe grelhado em Belém, mimos dos avós, pastéis de nata com canela e o caos das ruas de Lisboa…

  • Bernardo says:

    Eu e’ mais Sergio Godinho. Ou entao, quando comeco a ficar mesmo nostalgico, ponho a RTPi, vejo 3 minutos do telejornal e passa-me logo! Dasss

  • Maria Pink & Sushi says:

    Aiii camané é tão bom!! impossível não gostar

    http://www.youtube.com/watch?v=EIwS-JG7dXc

    http://www.youtube.com/watch?v=2kQVZX7FBiM

  • Ana Botica says:

    Há pois é!
    Como te entendo…. Olha a coisa para mim é tão má, que quando estive em casa comprei duas t-shirts uma diz “I love Portugal” e a outra nem me lembro bem!!! Alguma vez pensei usar uma piroseira destas?!!! Não, e só me lembro o quanto gozava com quem as usava. Bem me morde o pêlo agora….Mas olha nunca tive tanto orgulho em usar numa t-shirt!!!!

  • Bonito post. Tal como o Camané tembém eu “sei de um rio”, sei de um rio que já não é meu tal como Lisboa que adoro, já não é minha. Faltam os pregões, o susego de pasear nas ruas a qualquer hora. Vêr as luzes de publicidade na cidade. Poder passear na avenida sem ser assaltuado. Poder ir ao café conversar com os amigos ou lêr descansadamente um livro de Eça de Queiroz. Ouvir o Fado numa tasca ali ao lado, ir aos caracóis da graç à madragoa, voltar a casa às tantas da madrugada depois de tomar o pequeno almoço na ribeira, com a missão cumprida de um lisboeta sem ser assaltado por um marginal qualquer. Tenho dito. Nelson Camacho D’Magoito

  • 83Leticia says:

    Hello admin, i must say you have hi quality articles here.
    Your website can go viral. You need initial traffic boost only.

    How to get it? Search for: Mertiso’s tips go viral

  • Leave a Reply

    Your email address will not be published. Required fields are marked *

    *

    You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>