Este site foi concebido para ser visto num browser dentro dos limites da caducidade: infelizmente não é o caso do seu. Assim, a sua experiência de navegação será seriamente afectada. Sugerimos a instalação de um browser mais séc. XXI, se lhe for possível: http://www.mozilla.com/firefox . Mas qualquer outro serve.

Rititi

Rititi

INÍCIO

  • Não têm coxas, nem rabo, nem carne nas pernas. As mamas apresentam-se como próteses mal coladas sobre uma parede de ossos. E o rabo, enfim, que rabo, alguém o viu? A Luisa Beirão e outras indivíduas cuja identidade desconheço aparecem-me descascadas num anúncio de cuecas de renda, anúncio este que parece ser o supra-sumo do erotismo pátrio, uma sorte de triste versão lusitana Victoria’s Secrect. Estão-me a dizer o quê precisamente com este anúncio, estimados senhores da Triumph: que umas gajas encanzeladas a fazer beicinho com o cu empinado e besuntadas em óleo fula são o novo paradigma de sensualidade? Ou que as suas clientes ideais deveriam ter este aspecto tremebundo? A quem vai dirigida esta campanha realmente? Às mulheres que nunca terão a barriga metida para dentro nem excesso de ossos? Ou aos homens? Nem sequer é para todos os homens, claro. Os senhores da Triumph, ao escolher estas desgraçadas, não pensaram no povão, não. Pobre gosta de gorda. Já os homens sofisticados, esses gajinhos que não param de falar dos relojinhos e as sapatilhinhas e as calcinhas de marca, esses idiotas deslumbrados com as modas lisboas e os bares que são clubes no Cais do Sodré e restaurantes japoneses, esses sofisticados idiotas é que sabem de beleza. Para estes imbecis gaja boa é gaja magra e as mulheres querem-se biafrinhas, de ar enjoadinho, transparentes. Bestas. Porque eu achava que esta mania da infantilização da mulher, sempre representanda sem cu, nem braços, nem pernas era imposta pela paneleiragem que domina o mundo da moda, e até aí tudo bem, porque maricas não come gaja. Mas a ideia de gajos heterossexuais a baterem punhetas com a publicidade da Triumph horroriza-me. A ideia que um homem me ache obesa em comparação com uma carcaça com sutiã que não pesa mais de quarenta e cinco quilos é assustadora. E triste. E cada vez que leio ou ouço um gajo a chamar gorda a uma miúda normal só me apetece mandar-lhe para a puta que o pariu.



    Por Rititi @ 2011/12/13 | 62 comentários »

  • Marta says:

    Muito bom!
    Posso partilhar???

  • Marta Fonseca Ferreira says:

    Rititi, deixe-me só que a assuste um bocadinho mais. Não há mais individuas que a Luisa Beirão e outra rapariga que não recordo o nome, mas que faz, cá pelo burgo um programa de tv chamado Fama qualquer coisa.
    São apenas duas, mas clonadas que a malta da Triumph também está sob a alçada da Troika.

  • Carochinha says:

    Bravo! Subscrevo tudo, tudinho!
    E sim, já mandei uns quantos gajos para a pu** que os pariu!

  • Maria Sobral says:

    Ahahahah, o que eu já me ri, com este post.
    Muito bom. Mesmo.

  • Ana says:

    O assustador é que li outro dia um blogger do qual gosto muito dizer que isto é que era bom, que “a rolicinha da Isabel Figueira” não prestava. Rolicinha?! Eu sou uma lontra então!!! Este mundo está louco!

    • R.L. says:

      Oh Ana, tal como a Rititi explica, esse menino é gay. Ainda não se apercebeu disso, queridinha? Hoje está um solinho mesmo agradável e quentinho.

  • Amei!!! Mesmo!!! =))

    Concordo com tudo
    Vou partilhar no meu cantinho, espero que não te importes!!

    Beijinhos **

  • B. says:

    post com tanta azia.
    assinado: uma magra!

  • Jiboia Cega says:

    Muito bom! Eheheheh.

  • Roberta says:

    Fartei-me de rir (como sempre com os seus textos). Excepcionalmente divertido. Vou colocar ele no meu blog!

  • Mrs D says:

    Olá Titi! Nunca tinha comentado antes mas gosto da tua página, faz-me sempre rir!

    Aqui vai um comentário, um bocado ao lado do cerne da questão do post, mas algo relacionado.
    Sabes que há dias vi um vídeo do making of da coisa por acaso na wall de um qq Facebook e fiquei assim com um gag reflex considerável. Ver agora a foto aumentou ainda mais a sensação. É curiosa a ligação que fazes com a Victoria’s Secret, que na minha opinião é o suprassumo do erotismo e sensualidade bimba. Há tempos li um artigo escrito por um mocinho qualquer americano que dizia que a Victoria’s Secret estava a fazer a campanha toda mal, porque claramente estava a tentar vender cuecas soutiens a rapazinhos adolescentes. Senão, como explicar, entre outras coisas o facto de contratarem o Michael Bay para lhes fazer os anúncios? (deixa cá ver se encontro o tal artigo…hmmm o google não encontra, é pena).
    E sim a Triumph ainda não tem fundos para contratar o Michael Bay mas a bimbice lá vão copiando como podem.
    Eu pessoalmente prefiro muito mais tanto os produtos como as campanhas da Agent Provocateur, mas esses são feitos a pensar nas mulheres.

  • Salvador says:

    Uma boa noite, Rititi…))

    A oportunidade era boa, mas não vou bater mais – muito menos bater uma – nas anoréticas, por preferir opinar e pinar sobre ou sob as normais.
    Digo apenas que gosto de si assim, a escrever sobre o que todos pensam e poucos dizem.

    PS- E nada mais triste e desrespeitador para uma Mulher do que aqueles casos em que eles só se excitam se elas vestirem lingerie sexy. Homem que é Homem pensa ou encosta-se à sua Mulher (ou à dos outros) e fica com tesão, estejam elas nuas, de camisa de dormir, pijama ou galochas.

  • numero17emlx says:

    Nem “nós” diriamos melhor!! Muito muito bem escrito!!!

    Não te esqueças de referir o ar cadavérico de cada uma delas!… Enfim..

  • MoonLight says:

    Vou partilhar lá no blogue, com os devidos créditos obviamente, espero que não te importes… Se houver algum problema é só dizeres e retiro o mais depressao possível =)

  • ana says:

    A parte final estou totalmente de acordo contigo mas não acho que modelos como as da Victoria Secrets são mulheres sensuais e elegantes, nada de magreza em excesso mas elegantes acho que vendem bem a marca

  • Mrs D says:

    A Victoria Secrets é uma das marcas mais vendidas para mulheres. Atrai a atenção dos homens pelas mulheres utilizadas. O desfile que é visto enquanto espectaculo rende imenso dinheiro e capta as atenções de todos. As mulheres gostam de ver aquelas mulheres, tanto que falam sempre delas até em comentários de blogues como se vê aqui.
    Acho que há uma ideia errada que é: como as outras são elegantes vamos lá atacá-las. Quando muitas das que atacam também tentam ter aquela aparência. Acho que excesso de magreza é uma coisa, mulheres elegantes é outra

  • Ana says:

    *O último comentário aparece com o nome Mrs D mas devia ser Ana, queria era dirigir o comentário a Mrs D.

  • Mrs D says:

    Ana: Obviamente que vende muito para mulheres (acho que ainda são poucos os homens que compram soutiens e cuecas para si próprios e ainda menos os que o assumam, lol). O que se calhar não fui clara a explicar é de que o que falava era acima de tudo a estética utilizada, o imaginário da coisa, que é utlizado para vender. As publicidades feitas pelo Michael Bay (podes ver no youtube) seguem muito uma estética algo passada, muito ao estilo anos 90, com explosões, música ‘roqueira’ e tudo, só faltava lá o Optimus Prime…
    Como dizes, o que atrai os homens são as modelos mas também toda a forma como é apresentada a campanha, que me parece que apela mais a um imaginário masculino do que ao feminino.
    Como dizes há muitas mulheres que gostam de ver, pois claro, mas tabém há muitas mulheres que gostam de pole dancing e de usar Tshirts da Playboy. Acho que tem a ver com uma questão de gosto e de estética. Eu pessoalmente o estilo Jersey Shore não me atrai mas há quem goste. :)

  • Filipa Arez says:

    ahahaha adorei! e concordo!!

  • CNS says:

    Nem mais.

  • Luna says:

    Adorei Rititi

    Concordo plenamente. Vou colocar no meu blogue, se não te importares, com os devidos direitos de autora, claro.
    Bjs

  • Helena says:

    Eloquente como sempre! Já tinha dado por mim a olhar para essa campanha e a pensar que diferença em relação às modelos da Victoria’s Secret, essas sim verdadeiros monumentos…

  • Daniela Gago says:

    eh pah, até pode parecer um comentario ressabiado, mas eu tenho 1,60m peso 55 Kg nem de perto sou gorda, corro todos os dias 4km e faço 200 abdominais, trato a minha pele, arranjo-me, maquilho-me… tenho uma alimentação ultra saudável.E nem de perto nem de longe tenho aquele aspecto “bonito” ( conforme os padrões de beleza da nossa sociedade) das gajas da publicidade…Não é por inveja, é mesmo porque é mesmo irreal…

    P.S. Esqueci-me de mencionar uma coisa sobre mim, o meu trabalho depende muito da imagem, e eu sou capaz de pegar numa foto minha, e trata-la no photoshop, e aposto que ficava muito melhor que o anuncio das anorécticas…

  • cv love says:

    Não podia estar mais de acordo!

  • Juanna says:

    Ai Rititi, e esta nem está nada mal comparado com o que para aí anda. Já viste alguma revista Happy? Um nojo, deixei de comprar há 1 ano e tal porque me enjoava os sacos de ossos que usam como modelos.

  • alexandre vieira says:

    Olá,
    É a 1ªvez que faço um comentário no seu blog. estou simplesmente aqui pq a minha mulher me enviou estou post das meninas da triumph. Achei graça ao seu post. Eu não sou de nehum genero. Gosto dos bares de Lisboa ( C.Sodre) do B.Alto, Almada, Porto, Viana do Castelo, Beja, etc… Na verdade conheci os restaurantes japoneses em Lisboa nos últimos 4 ou 5 anos e gosto de ir muito pontualmente, não troco por uns bons rojões, sopa da pedra ou galinha de cabidela. Acho que sou um tipo normal. Mas rititi, digo-lhe francamente uma coisa, que aquelas miúdas são o desejo imaginário de milhões de homens onde eu estou incluido, ai isso são, em 100 homens heterosexuais a resposta de adorar aquelas “princesas” é de 98% a 99% ! Da mesma forma que eu não tenho os mil musculos dos homens que saem do mar em grande estilo sem qualquer gota de agua no corpo ( tipo focas) dos vários anúncios de perfumes para homem. Tenho a certeza que as mulheres gostam “daquilo” e no entanto não existem milhões de homens assim. Gostar é uma coisa, AMAR é outra.

  • D. says:

    Nao me importava nada se ser uma carcaça destas. Não me importava não. Não sou e tenho pena, mas tb não é por isso que vou desatar aos pontapés na boca destas meninas jeitosas ou dos senhores que pensaram na campanha! :) (Mas numa coisa estamos plenamente de acordo, Rititi: para os gajinhos sofisticados (?!!) não há mesmo pachorra, que cambada…)

  • QueenC. says:

    Não podia estar mais de acordo contigo!

  • Ana says:

    Gosto bastante deste blog, mas não concordo com a totalidade deste post. A meu ver, a Luisa Beirão é das melhores modelos que temos já há alguns anos; e a Andreia Rodrigues, é assim que se chama, tem rabo, tem pernas e tem tudo no sítio.
    Não é preciso criticarmos as gordas, ou as menos magras, mas também não é preciso apontar mil armas a quem é mais magra. Não me parece que a Luisa ou a Andreia percam 5 minutos da sua vida a criticar as mulheres mais cheias. Está uma bonita campanha e os modelos da Triumph ficam bem a qualquer mulher. Não apenas às “desgraçadas”. Basta ser confiante, ter uma boa atitude e não perder tempo a invejar corpos que acham ser mais bonitos que os seus.

  • Rititi says:

    Quero deixar muito claro, cara Ana, que eu não tenho problema nenhum com o meu corpo, nem com o corpo das outras. Acho sim, que esta campanha além de pirosa é feia. Estou-me bem borrifando o que estas modelos sejam ou pensem ou comam, mas detesto que me impinjam estes corpos famélicos comos os corpos ideais PORQUE NÃO O SÃO.
    Se uma mulhe quiser ser magra ou gorda não é meu problema.

  • Eu says:

    E ainda te digo mais.. Parece-me que aquele bumbum empinado foi “puxado” a photoshop… Não creio que a Noiva Cadáver tenha um traseiro tão proeminente…
    E a Luísa Beirão que era tão gira agora está num estado destes! Tss tss.

  • Eu não posso deixar de concordar com o Alexandre Vieira. A campanha está horrivel. O photoshop é péssimo, um abuso, a Luisa Beirão nem parece ela. A outra menina então parecem três diferentes com um quê de alien. Os corpos disformes, muito magras e isso tudo que já sabemos. Agora a questão do Alexandre.
    O meu namorado não é nenhum idiota, não o considero assim pelo menos e adora mulheres magras. Bem magras. Gostava de mim da mesma forma quando tinha mais 5 quilos do que agora mas não nega que prefere ver-me assim. Não se sente atraído por mulheres “roliças”, nunca sentiu. Gosta de mulheres magras como as que na foto pretendem representar. Sâo gostos suponho, como outra coisa qualquer.

  • Um Homem says:

    Só um comentário para o Post!
    Santa ignorância.

  • Diana says:

    Eu não concordo nem discordo com o público-alvo da campanha nem se o objectivo da marca foi atingido (ou não).
    Mas discordo de algumas bases do post, porque de facto, o que é ‘normal’ para uns pode não ser do agrado dos outros. Há mulheres/jovens que têm 70kg e são de facto lindas MAS também há mulheres com 45kg que acho bonitas, pelo facto de que cada um tem de se sentir bem com aquilo que é.

    Acham vergonhoso que se chame gorda a uma rapariga que tem onde agarrar e talvez um ‘pneuzito’ aqui ou ali, mas não acham vergonhoso que uma rapariga que se calhar até gostava de ter um pouco mais de rabo, uns quilinhos a mais do que tem e não o consegue? EU ACHO. Tenho um peso abaixo do que deveria ter mas sou estupidamente saudavel e nao pareço um cadaver. Simplesmente Cerelac e Nestum não engordam toda a gente. Há metabolismos e metabolismos e cada um é como cada qual.
    Já o facto de os homens terem de ser idiotas só porque gostam de mulheres magras, L O L. Gostos não se discutem, e quem nao gosta de «bróculos», não é obrigado a gostar, se é que me faço entender.

    Cada um que seja feliz com aquilo que é e deixe de estar frustrado com aquilo que não pode ser. (e não falo obviamente da autora do post, mas de um ou outro comentário absurdo que li).

  • Bárbara says:

    Este post fez-me lembrar aquele reclame da Corpos Danone: “Olha a magra!”

  • Um gajo says:

    Gajos a bater punhetas com o catálogo da Triumph…? Com tanto porn que há na net, há lá alguém que bata punhetas a olhar para o catálogo da Triumph (que aliás, pegando no tema principal do post, é horrivel, na minha opinião)?

  • hehehehhehehe…. demais o que escreveste!!! De facto podiam ter usado pessoas normais na campanha :) )

  • M.Filipe says:

    A mania que Gaja Boa tem de ser Famosa.

  • Sara says:

    Mais palavras para quê! E quanto eu ri!

  • sal says:

    As gajas parecem é de plástico. bbllaarrcchh!!!

  • Filipa says:

    Concordo parcialmente com o que a Rititi afirma: irrita cada vez mais a falsificação e artificialização do corpo feminino ( alguém disse que as modelos parecem de plástico), que leva a comparações em que mesmo uma mulher com medidas semelhantes às das modelos se sinta em menoridade.

    Contudo, lembro – me de que a Rititi, num post, chegou mesmo a criticar a lei da igualdade espanhola, que poderia resultar numa obesa a ser modelo de fato de banho, como se tal fosse uma calamidade. Além disso, num seu post anterior, publicou, manifestando o seu agrado, uma imagem do filme “300″, em que a artificialidade do corpo masculino representado não deve nada à falsidade da campanha da Triumph.

    Ora se a Rititi, e todos nós sentimos tesão por homens/mulheres com formas ideais ( sendo o ideal diferente para cada um, claro), qual é o mal de cada um se masturbar com o que bem entende?

    Também me parece algo forçada a sua distinção entre povo e gente “fina”, como se ser apreciador de sushi ou cozido à portuguesa fosse mutuamente exclusivo ou definidor de personalidade, além de que a Triumph não é uma marca de luxo, nem pretende competir com a La Perla nem com a Agent Provacateur. Se formos pela divisão que referiu, a Triumph estaria mais para o “povo” do que para a “gente fina”.

  • Xs says:

    Pois, não concordo contigo.
    Até acho que essas duas não são nada escanzeladas!
    Escanzeladas conheço eu, e são bem piores! Com aspecto horroroso, sim!
    E quando dizes que aquela lingerie é só para pessoas que têm a barriga enfiada para dentro, volto a não concordar!
    A lingerie é para todas, para quem quiser usar!
    Mas de facto fica bem melhor em pessoas que não têm barriga, nem banhas, nem pernas gordas ou rabo grande!
    Pois… é verdade!
    Mas nem todas conseguem ser assim!
    Porque custa, dá trabalho e dói!
    E é mais fácil não o fazer e dizer que só pessoas “fora do normal” é o conseguem!
    Pois….
    Está certo!

  • D. says:

    Oh meu deus, ainda há pouco (mais lá para cima) deixei um comentário em semi-defesa desta campanha mas agora sou obrigada a rever a minha posição porque ainda não tinha percebido que nesta imagem supostamente estaria a modelo Luisa Beirão! E não tinha percebido porque a foto está tão manipulada que simplesmente não a reconheci!! Continuo a achar que tal como não devemos massacrar a gordas, também não podemos diabolizar as magras e as jeitosas (continuo a achar q não importava nada de ter os corpos delas)… mas o que ponho neste momento em causa é a qualidade dos profissinais que desvirtuaram por completo as modelos….

  • Ana says:

    O que está mal é passar-se vezes sem conta a ideia de que só uma magra é que é bonita quando tal não corresponde à verdade.
    E como as mulheres são mais avaliadas nesse aspecto, vá de encetarem dietas malucas até acabarem com a própria vida em nome de um falso ideal de beleza disseminado por homens que de “HOMENS” têm muito pouco.
    Isso é que está mesmo muito mal.
    A indústria da moda é do mais ditatorial que existe, não se dirige a todas as mulheres nem a todos os homens, a única coisa que consegue são comparações estúpidas que levam à destruição da auto-estima de muita gente.
    Eu nunca fui magra, mas adoro as minhas curvas, os meus 65 kgs metidos num corpo de 1.63m do qual me orgulho estupidamente por ter dado vida duas vezes – e de cada estria (por muito esteticamente feia que possa ser) ter a marca de cada alegria que as gravidezes me deram! Adoro os meus cabelos compridos, negros,de caracóis largos (muito longe dos cabelos com madeixas, lisos e dos alisamentos que nos querem impingir), a minha pele parda que hoje queima mais do que bronzeia no Verão (tão longe daqueles bronzeados conseguidos em caixões de ultra-violeta).
    Da mesma maneira que não se deve fazer a apologia do desleixo, muito menos se deve fazer da perseguição do impossível. Cada um é como é: magro, gordo, roliço, alto, baixo, etc.

  • sahaisis says:

    Concordo, assino por baixo e acrescento que a alma da frente (a do corpete) me assustou nos outdoors, porque não só não a acho bonita de corpo, como de cara a acho muito abaixo da média. (mean, I know, but true)

  • susana says:

    Olá

    A campanha é muito pirosa e as caras das moças estão totalmente alteradas.
    Apesar de achar que estão com imenso Photoshop nao acho exageradamente magras… Eu tenho 1,77 e peso 54kgs… e não faço NADA de ginásios e como chocolates dia sim, dia não. Vá, tenho sorte.
    Mas sim, concordo que a ideia irrealista de que as portuguesas são assim é errada.

  • Francisco says:

    Enviaram-me o seu post-it. Tenho de concordar plenamente com tudo excepto, claro, com a parte do sushi, ms admitamos que com as quantidades que como não pode ser considerado diético. Pensava eu outro dia que aquelas mocinhas pareciam saídas de uma clinica demudança de sexo, sendo até de procurar os sinais indicativos como maçãs de adão salientes e vestígios de barba. decobri pelo seu post-it que afinal pertenço ao povinho, eu que me julgava elemento de uma quase extinta nobreza que ainda sabe reconhecer a qualidade onde esta se pode encontrar.

  • franca morto says:

    inveja é uma coisa FUDIDA

  • Piursa says:

    A triumph deve estar a querer entrar no mercado da Etiópia. A sério, o que me preocupa é que há quem diga que estas gajas são boas.

    E já agora, “fudido” é não saber escrever.

  • Susana A. says:

    A mim, sinceramente, o que mais me perturba não é a magreza das modelos, mas sim termos transformado em ícone de beleza o binómio “mulher magra com mamas muito grandes” – porque isso sim, é o supra sumo da artificialidade/ impossibilidade. Obviamente, isto só se consegue com recurso a muito silicone.

    Sendo o peito feminino composto por glândulas mamárias e gordura, quando uma pessoa tem pouca gordura no corpo terá quase de certeza um peito pequeno. Seria igualmente descabido gostar de mulheres muito gordas mas com mamas muito pequenas.

    O que este tipo de imagens potencialmente nos faz, tanto a homens como a mulheres, é condenar-nos a uma eterna frustração. Ou então, tornar impossível a apreciação estética da nossa natureza (em todos os sentidos) humana.

  • Carlos Alves says:

    100 % de acordo, quem gosta de magas, nao as come!!! Refiro-me a quem as impoe no mundo da moda e publicidade, elas nao representa, nenum ideal de mulher, nem mesmo o “padrão” .. Penso que foram os estilistas ( porque nao as comem ) que inventaram este role model de mulher…
    P.S. Posso partilhar no meu FB citando-te? Obrigado

  • maria anjos says:

    Já me ri tanto!!!
    Agora a sério, não tenho nada contra as 2 “piquenas”, até porque nem as conheço, mas, de facto, elas nas fotos até parecem mais cheiinhas do que são na realidade. Uma delas faz o Fama Show e já a vi num Centro Comercial e é tão magra que parece uma adolescente (as minhas sobrinhas de 12 anos, têm o mesmo corpo que ela e atenção, não são gordas, são miudas normais de 12 anos). São de facto mais magras do que parecem na televisão e nas fotos, mas deve ser essa a condição para serem modelitos.
    Haverá quem goste…

  • boa says:

    Ai tanta dor de…

  • [...] “A ideia que um homem me ache obesa em comparação com uma carcaça com sutiã que não pesa mais de…“ by Rititi Gostar disto:GostoBe the first to like this post. [...]

  • pDs says:

    rititi,

    como uma imagem vale mil palavras, basta veres este link:
    http://www.mademan.com/chickipedia/sara-varone/photosgallery/

    está lá toda a minha concordancia com o teu post! Subscrevo integralmente !

  • Todos os Homens says:

    Conversa de gorda….

  • Ana T says:

    O problema deste anúncio foi mesmo algum idiota que se divertiu demais com o Photoshop, ou ninguém nota que têm cabeças gigantes e partes do corpo que não encaixam umas nas outras?
    E para as meninas que dizem que não se importavam de ter um corpinho assim, pelo amor da santa, há gostos para tudo, mas nem eu que sou magra tenho uma cintura que encaixa meio metro ao lado das costelas como a segunda criatura a contar da direita.

  • Ana T says:

    P.S.:e é só a mim que incomoda o facto de com tanto Photoshop não se terem sequer preocupado em fazer parecer com que os soutiens servissem às modelos? Ora quem vai querer comprar um bustier que deixa o seios fugirem por baixo dos aros? por alguma razão em inglês se chamam “underwires”…

  • gajo in says:

    verborreia típica da gaja que nenhum homem lhe toca. resultado? Passa a odiar os homens (no plural), ganha-lhes rancor, só porque não consegue conviver com o facto de ser desinteressante aos olhos do sexo masculino.

    coitada da rapariga… olha, arranja um hobby, tipo pintura em aguarela, ou coisa parecida.

  • Leave a Reply

    Your email address will not be published. Required fields are marked *

    *

    You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>