Este site foi concebido para ser visto num browser dentro dos limites da caducidade: infelizmente não é o caso do seu. Assim, a sua experiência de navegação será seriamente afectada. Sugerimos a instalação de um browser mais séc. XXI, se lhe for possível: http://www.mozilla.com/firefox . Mas qualquer outro serve.

Rititi

Rititi

INÍCIO

  • Espanha e a semântica

    Zapatero durou meses em reconhecer a crise (uma crise anunciada por tudo o que era organismo internacional, meios de comunicação e gente com dois dedos de testa). A economia de Espanha andava para o grande líder do positivismo e a boa onda mundial “desacelerada”, “abrandada”, à espera dos “brotes verdes” que nunca chegaram. Quem sim chegou foi o PP, com o seus governo de “técnicos” e gente “como Deus manda” e mega-ultra-preparada, em oposição aos supostamente ineptos e irresponsáveis líderes do PSOE que levaram a grande Espanha ao descalabro. Voltou a direita para devolver Espanha “ao lugar de onde nunca deveria ter saído”, como se a relevância internacional de Espanha não tivesse desaparecido algures no século XVIII graças ao disparate e ao esbanjanço geral, com muita sorte. Mas os espanhóis têm o dom de criar grandes afirmações, bandeiras às que se agarram e fazem delas lemas de vida. Quando afirmam que “como en España no se vive en ningún lado” é porque acreditam piamente que nem no Canadá, nem no Malibu, nem em Cracóvia seriam tão felizes ou plenos como em Molarzal del Camino, algures no cu de Judas. No sábado passado Espanha não foi resgatada: teve acesso a um “empréstimo ao sistema financeiro em condições de mercado”. Espanha nem sequer pediu ajuda, Espanha foi “auxiliada” pela Europa e não pela Troika. Espanha “não perde soberania”, Espanha “não muda a Constituição” e Rajoy acredita, à base de tanto o repetir, que Espanha não é um país à beira do abismo que só não é resgatado como Portugal, Irlanda ou Grécia porque não há dinheiro suficiente nem para isso. Mas claro, para grandes afirmações estão o espanhóis.



    Por Rititi @ 2012/06/11 | 6 comentários »

  • Andorinha says:

    Vivi em Espanha um ano, mas fiz amigos Espanhóis durante os 12 anos seguintes. Conheço-os como a palma da mão e farto-me de dizer que só quem ama Espanha e os admira é capaz de os criticar do mesmo modo. Exactamente como quando se ama alguém, conheces o melhor e o pior deles, mas aceita-los tal como são.
    Partilho tanto a tua opinião e compreendo tão bem o que escreveste que escrevi um post sobre o teu (com links e devidos direitos de autor)que lhe dei o título “os eufemismos duma nação” e nem sequer tinha lido o título do teu post.
    Os Espanhóis são sempre completos, únicos, os melhores em tudo, são tão, mas tão bons que acham que eu devia querer ser Espanhola porque falo como eles, sin acento. Como mucho me parezco a una Española borracha. Pero Sofi, tu deberias ser Española! E não há quem os convença que eu SOU e gosto de SER Portuguesa, e que sê-lo não faz de mim um ser inferior.
    Saudações ;)

  • Juanna says:

    Ai Rita, I lóve you! Só tu consegues pôr em palavras aquilo que há 5 anos tento explicar. “De Madrid al cielo, Spain is different, aquí como en ningún “lao”, estoy seguro de que este es el mejor pais del mundo para vivir, nuestra comida es la mejor del mundo, nuestro sistema de salud es el mejor del mundo, véase el americano que malo es, la Mahou es la mejor cerveza del mundo”. Tudo isto estaria muito bem dito se não viesse da boca de pessoas que jamais sairam de Espanha, que jamais provaram outra comida, que jamais viveram noutro país, que jamais conheceram outra realidade.

    Ainda assim, estes gajos são engraçados. Sempre e quando não tentemos explicar-lhes que existe vida além fronteiras.

  • Alexandra says:

    e por cá? não somos altaneiros, não chegamos a arrogantes, talvez não tenhamos auto-confiança y nadie nos pone a parir mejor que nosotros mismos!!!
    Não é bom achar-se o umbigo do mundo mas é bom defender as nossas cores

  • hey says:

    Hello, yup this piece of writing is genuinely pleasant and I have learned lot of things from it about blogging. thanks.|

  • Wow, awesome weblog structure! How lengthy have you been blogging for? you make blogging glance easy. The entire glance of your site is great, as smartly as the content!

  • Leave a Reply

    Your email address will not be published. Required fields are marked *

    *

    You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>