Este site foi concebido para ser visto num browser dentro dos limites da caducidade: infelizmente não é o caso do seu. Assim, a sua experiência de navegação será seriamente afectada. Sugerimos a instalação de um browser mais séc. XXI, se lhe for possível: http://www.mozilla.com/firefox . Mas qualquer outro serve.

Rititi

Rititi

INÍCIO

  • Riam-se, caralho!

    Esta é a capa da revista satírica El Jueves publicada a passada quarta-feira e a União de Comunidades Islâmicas de Espanha não demorou a avisar que apresentará as adequadas medidas legais contra a revista por, como não, ter ofendido os sentimentos religiosos. É que os sentimentos religiosos são fodidos, pelos vistos. Um gajo sente-se atacado, um gajo sente-se ofendido, um gajo brama aos céus e, vendo que os céus se estão literalmente cagando para tamanha ofensa e que o máximo que têm a dizer é mandar uma chuva de granizo que amolgue os carros dos hereges (os céus são assim de insensíveis), vai e põe uma denúncia. Isto com muita sorte, claro. Porque o normal nestes casos (quando alguém goza com o Maomé, o último Profeta,  já sabem, a treta do costume) é queimar bandeiras de Israel e dos Estados Unidos, explodir um par de bombas ou invadir embaixadas. Ou sair em hordas histéricas pelas ruas do Cairo a gritar possuídos pelo tal fervor religioso, ai valha-me Alá, ai que me pintaram o Maomé, blasfémia, blasfémia, alguém me acuda e já agora que se castigue a todo o ser humano que goze com a nossa religião, que se restrinja a liberdade de expressão na Europa, que se proíba o google, que se bombardeiem os budas do Bamiyan (ah, merda, que isso já fizeram). Eu sei, acalmam-se, que não todos os muçulmanos são assim, que há gente de bem e que tem mais coisas que fazer que andar nestes maus aspectos a queimar bonecos com a cara do Obama e a babar-se qual cão raivoso porque alguém, no outro lado do mundo, publica uma caricatura a gozar com um profeta que não lhe diz nada. Sim, eu acredito que existe uma maioria (muito, mas muito silenciosa) que nem dá importância a estes supostos ataques e que até haverá uns quantos que achem piada e que se riam em casa de persianas descidas à escondida dos olhares inquisidores. Mas o problema é que os extremistas fazem mais barulho. E ganham eleições. E dominam o quotidiano dos cidadãos de paz e legislam em nome da intolerância e incitam a violência e quando vamos a ver temos o desgraçado do Presidente dos Estados Unidos a perder tempo na ONU a falar de um vídeo de merda que ofendeu estas mentezinhas idiotas lá no cú de judas e a pedir tolerância e respeito e o caralho, só porque há uns idiotas que nem relativizam, nem têm sentido de humor e castigam tudo o que eles não entendem nem querem entender em nome de uma visão demagógica da religião. A tal União de Comunidades Islâmicas de Espanha já mandou dizer que a capa do Jueves “não consegue a sua pretendida finalidade humorística“. Porquê? Eu fartei-me de rir, desculpem lá. Eu rio-me do que quero, tenho esse direito. A liberdade de expressão também é isso, poder-me rir do que me apetece sem ter uma cambada de ignorantes a matar-me à pedrada por blasfema.

    Mas como também diz o Jueves também esta semana:

     



    Por Rititi @ 2012/09/27 | 1 Comentário »

  • “eu acredito que existe uma maioria (muito, mas muito silenciosa) que nem dá importância a estes supostos ataques” – Silenciosa, claro!

    Lembre-se de que os países islâmicos são regidos por ditaduras. Não vê o que aconteceu quando os jovens iranianos quiseram fazer uma revolução? (A memória dos ocidentais é curta). Os muçulmanos que pensam que devia haver liberdade de expressão, que aceitam este tipo de humor e que condenam as atitudes dos extremistas, calam-se bem caladinhos, senão levam balázio (no mínimo)! Os extremistas, que queimam bandeiras e se manifestam histéricos, são apoiados por ditadores como o iraniano, pois dá-lhes um jeitão nessa sua política de intimidação dos EUA e do ocidente em geral.

    Numa ditadura, as pessoas não têm possibilidades de expressar a sua opinião. Só a expressa quem o governo entende. Neste caso: histerismo contra ofensas ao querido profeta: sim! Compreender (para não falar em defender) o humor ocidental: prisão e tortura! Quem os pode censurar?

  • Leave a Reply

    Your email address will not be published. Required fields are marked *

    *

    You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>