Este site foi concebido para ser visto num browser dentro dos limites da caducidade: infelizmente não é o caso do seu. Assim, a sua experiência de navegação será seriamente afectada. Sugerimos a instalação de um browser mais séc. XXI, se lhe for possível: http://www.mozilla.com/firefox . Mas qualquer outro serve.

Rititi

Rititi

INÍCIO

  • Isto não tem nada a ver com a greve dos professores

    Não sei quanto sofrem os professores em Portugal, se são chulados pelo Estado Opressor, se não dormem de tanto corrigir testes, trabalhos de casa e exames, se choram quando olham para o recibo de vencimento, se é gente que hiper-ventila quando os pais dos alunos lhes pedem reuniões ou tem varizes nas pernas por passar 20 horas semanais a dar aulas e os dedos gretados por causa do giz. Ignoro. Não vivo em Portugal. O que sim sei é que aqui em Madrid, capital do reino das Espanhas, amanhã, dia 25 de Junho, terça feira – TERÇA FEIRA – acabam as aulas. A meio da semana. E  só voltam a começar lá para a segunda semana de Setembro. Portanto, obrigadinha, querido sistema educativo da merda que se está a cagar para as famílias, que acha que as mãezinhas não trabalham e que têm que estar mas é em casa a alombar com três meses de férias dos meninos, que faz que a nossa vida familiar a partir de amanhã seja um verdadeiro inferno, obrigando o jovem casal Pinheiro a pedir favores a avós, vizinhos, amigos, a pagar campos de férias que acabam às três da tarde, empregadas quando há reuniões até mais tarde, a não almoçar, a correr feitos malucos por Madrid para buscar os meninos, até meados de Agosto. Porque não sei se sabem, mas as pessoas normais não têm três meses de férias. Nem um, sequer. Durante o ano todo. Obrigada, sim. E boas férias aos professores. Espero que descansem bem das varizes.



    Por Rititi @ 2013/06/24 | 26 comentários »

  • Susana says:

    Pois para sua info aqui a escola (1o ciclo) acabou dia 14/6! E das duas uma: ou a escola esta bem organizada e tem um ATL da Associacao de Pais ou da Junta, etc. ou a cena e igual ou pior. E depois começa a meio de Setembro. Tenho a sorte da escola do meu filho “só” fechar em Agosto fruto de um ATL bem catita da Associacao de Pais mas mesmo o “só” em Agosto coloca-me um problema de semanas porque eles tambem tem ferias no Natal, Carnaval(apesar de nao ter sido feriado este ano) e Páscoa. E lá vem os ATL pagos a peso de ouro se existirem porque para miudos mais novos nao existem. E a loucura!

  • Rititi says:

    Isto é uma merda.

  • QuadroNegro says:

    Não conheço o autor ou autora deste texto absolutamente incrível que acabo de ler! E, como não estou Para muitas conversas, sempre digo o seguinte, pedindo aos Deuses da paciência, da sapiência, da contenção na altercação, e, porque não também, da pachorra mais que necessária para aturar bocas da treta que me ajudem a não me exceder.
    Primeiro ponto: quem não quer ter filhos previne-se atempadamente, evitamdo assim ter de se queixar de que é uma ganda chatice ter de os aturar!
    Segundo ponto: as escolas e os professores não têm, numa sociedade que se quer avançada, a função de tomar conta de crianças e jovens e, muito menos, de lhes dar aquilo a que a tal sociedade chama “educação” antes ensinam, formam.
    terceiro ponto: acho de um egoísmo atroz, o facto de o meu amigo ou amiga se estar nas tintas para os problemas dos outros, ou melhor, da classe profissional dos professores. Espero que os nossos amigos Espanhóis o façam sofrer por aí problemas profissionais, até talvez um despedimentozinho, quem sabe? e é vê-lo/-a a retornar aos braços da Pátria Lusa lançando aos quatro ventos aqueles epítetos estúpidos com que alguns tugas costumam mimosear os nossos vizinhos!
    Espero também que as criancinhas não o/a façam sofrer muito durante estas férias. Pense positivamente que lá para Setembro lá estarão os tais para aturar as investidas de má educação que certamente lhes instilará contra eles. !!
    Cumprimentos!… e… sim, sou prof. Há 32 anos! Estou farto de ser mal tratado, desrespeitado por alunos, pais e governos!
    Este texto apareceu como uma catadupa! Se calhar até troquei por aí letras! Entenda isso como a manifestação da minha raiva! Cumprimentos mais uma vez!

    • Rititi says:

      Ainda bem que é professor. Fico mais descansada agora: o nível de analfabetismo não é exclusivo dos alunos.

      • Fátima Sousa says:

        Educadamente lhe digo que a escola não é um lugar para deixar os meninos de manhã e apanhá-los à noite. A escola é um lugar/ espaço para aprender, estudar, crescer e também brincar. Apenas e tão só isso. É muito, é essencial, mas não é,nem pode ser uma substituição da família. Claro que entendo o seu ponto de vista, claro que a sociedade está mal organizada, claro que há empresas que têm visões fantásticas e disponibilizam infantário/ATL aos filhos dos seus colaboradores, MAS o sistema não são os professores, nem a escola. Os professores depois de acabarem as aulas, fazem montes de relatórios, reunem-se para atribuírem notas, vigiam exames, corrigem exames, preparam o novo ano letivo(fazem turmas, horários, etc, etc)…Como vê não têm 3 meses de férias, têm um mês como todas as outras pessoas.
        Se pensar melhor, colocou o enfoque no sítio errado. A organização social é má, o sistema não ajuda as famílias, a parentalidade é uma missão atribulada neste sistema social. É! Sem dúvida. A escola não é a culpada. E os professores têm direito a descansarem as varizes!

        Agora, falando de outro assunto, espero divertir-me com a leitura do seu livro.
        Bom dia e seja feliz!

    • rosaamarela says:

      Odeio professores (mais, mais o chefe deles) e funcionários públicos, olha pa eles a falar julgam-se uma classe à parte… e EU ? SIM EU ???

      Boas férias

  • pipinhaeheh says:

    Sr. Quadro Negro, o problema não é querer aturar as criancinhas, acho que a Rititi expressou bem o problema. O problema é que as pessoas normais nem um mês de férias têm. Eu tenho uma filha com 6 e um com 3. Nestes quase 3 meses em que eles não têm escola, e em que tanto eu como o pai temos de TRABALHAR, sugere o quê? Que os deixe sozinhos em casa ou pague 50 euros por semana para cada um no ATL? Tenha vergonha na cara e pense bem no que diz antes de abrir a boca. E sim os professores foram beneficiados duante anos a fio, agora quando se exige que trabalhem 40 horas por semana e sejam avaliados, meu deus cai o carmo e a trindade, coisa que pasme-se a maioria das pessoas até já é obrigada a fazer.
    Posso dizer-lhe que raras vezes tive o privilégio de ir buscar a minha filha à escola porque elas sai às 17h30 e isto graças às AEC´s senão era às 15h30, mas as poucas que fui os únicos pais que vejo lá são desempregados ou professores. Coincidências.

  • Andreia says:

    Eu não sou professora, mas tenho que concordar com o professor que comentou este post, os professores não são amas… E a escola não deve ser um depósito de crianças! E sim, sou mãe e tenho o problema de Agosto, apesar de o colégio ser particular! Parece que não são só os funcionários públicos que têm boas vidas… Coitados, da fama não se livram, por muito que trabalhem!

  • Margarida says:

    Olá
    Eu compreendo e passo pela mesma situação mas a escola não é babysitter, nem tem a obrigação de ocupar os tempos livre das crianças, infelizmente somos nós, os pais os encarregados desse tempo. Com muita dificuldade, claro.
    Mas o tempo livre ( de escola, trabalhos de casa, fora do espaço fisico escolar) faz bem as crianças e é muito pedagógico.
    Eu bem sei que é difícil e não me insultem em pensamentos:)

  • Mimi says:

    Ora bem, agora a escola é suposto ser um depósito de crianças em vez de ser um local de aprendizagem. Os professores não têm 3 meses de férias, passam várias horas a preparar a matéria, têm que ficar até à noite para ir às reuniões e têm que aturar a falta de educação dos meninos porque os pais não sabem educar.
    Agora haver pais que acham que é o trabalho dos professores ficar com os meninos no Verão, oh por favor… Não sabem o que fazer com eles e não os querem deixar sozinhos em casa ou com a família? Fechem os meninos dentro de jaulas, ou atirem contra a casa dos professores.
    (não, eu não sou professora)

    • Rititi says:

      Se não querem perceber já não é problema meu. Não estou a falar de professores portugueses. Estou a falar do sistema educativo. Fechar 3 meses os centros, sem dar alternativas às famílias é um disparate.
      Não se trata de ser depósito ou não, trata-se de não perceber que o mundo mudou e que numa família toda a gente trabalha, inclusive os avós, tios, etc. E que a muita gente vive fora da aldeia.
      Lamento que este tema vos toque tanto e que – sei lá – vos dê logo para insultar, começar a berrar, chamar-me má mãe. Mas lá está, isso também não é meu problema.

      • Bernardo says:

        Rititi,
        és uma má mãe, nada a dizer. Já eu, tenho uma enorme oferta de estágios para putos, a preços bem decentes e até eu poder sair do trabalho. Por isso não stresso nada com os 2 meses de férias da minha cria. Ou seja, eu sou um bom progenitor e tu não. Percebes bem a diferença?

        • Rititi says:

          Claro! Aliás, nem deveria ter tido filhos… Quem me manda ser pobre?

          • Bernardo says:

            Muda-te para Bruxelas. Deprimes com o tempo e com a carga fiscal mas com a estrutura de apoio que ha, passas logo a mae do ano…

  • pipinhaeheh says:

    Eu e milhares de mães por esse mundo fora gostariam de não ter que “depositar” os filhos na escola ou em atl´s e poder passar o dia com eles, mas infelizmente não nasci rica e não tenho vocação para ser subsidio dependente sem fazer o minimo para alterar essa condição como muitos neste país. Logo, se quero alimentar os meus filhos tenho que sair de manhã e chegar ao final da tarde. E quem não percebe a diferença entre o querer estar com os filhos e o poder, desculpem mas é muito limitado.

  • p D s says:

    Pois rititi, concordo consigo,

    mas como varios professores já manifestaram, não entendo como ou com que intenção para abordar o Sistema de Ensino …no caso concreto Espanhol…começa o post a perorar sobre os vencimentos e infelicidades dos Professores Portugueses…ainda mais numa altura em que os mesmos estão a fazer Greve.

    Tb me custa a crer, que a Rititi sempre “tão flecha”…não tenha percebido o que iria causar !

    Não me lembro por exemplo de ter falado num Ministério da Educação…porque será ?

    e aqui, desculpe-me Rititi, que a leio a muito, com muito prazer…desta vez acho que meteu a “páta na poça” …e cheira-me que desta feita em vez de acusar os professores, devia meter a “viola no saco” e reconhecer que se embrulhou toda!

    O seu problema é com os Ministérios – o da Educação e do o Trabalho ! Estes dois é que teem de se articular para encontrar as formas de encontrar soluções para os problemas das férias, dos pais e dos filhos. É uma questão muito mais social, que propriamente de professores!

    ,o)

  • Miss Devil says:

    Rititi,
    Continue a “picar” esta gente amorfa das ideias!
    Também sou professora e não me senti nem um bocadinho incomodada com o seu texto.

  • Maria says:

    Quando decidimos ter filhos, temos que prever esse tipo de situações. Se não temos condições para tomar conta de crianças quando elas não têm escola, é melhor não termos filhos!!! Parece-me simples.

    Eu tenho um filho de 8 anos e nas férias tenho que arranjar como ocupar-lhe o tempo e um sítio onde ele possa ficar enquanto os pais trabalham. É normal, é a vida! É assim e sempre o foi!

    • Rititi says:

      AHAHAHAHAAHAHAHAHAAHAHAHAHAAHAHAHAHAAHAHAHAHA!!!!!
      Desculpe… Tanta estupidez é o que tem…

    • Sandra says:

      Concordo! Já agora, os professores em Portugal não têm 3 meses de férias. Têm 1 mês, como toda a gente. Só para esclarecer, as aulas terminam, mas há trabalho que tem que ser feito e que se prolonga até à primeira quinzena de Setembro: exames nacionais e a nível de escola (implica secretariado de exames, vigilâncias, elaboração e correção dos mesmos, elaboração das pautas, análise dos pedidos de reapreciação, entre outras), inventário das salas específicas, reparação e manutenção dos equipamentos, matrículas, elaboração de turmas, elaboração de horários, análise de manuais escolares, avaliação das atividades desenvolvidas durante o ano letivo, acompanhamento dos estágios dos alunos dos cursos profissionais e de educação e formação, planificação de atividades para o ano letivo seguinte, isto para dar só alguns exemplos. É uma profissão com várias vertentes, sendo a componente letiva apenas a mais visível. Talvez fosse bom as pessoas falarem mais sobre isto para perceberem a profissão e não terem tanta raiva dos professores.

  • Filipa says:

    O seu post não faz sentido :

    - Os professores não têm 3 meses de férias, apenas fazem outro tupo de trabalho durante os meses em que não dão aulas, trabalho esse que justifica a escola encerrar;

    - Não se percebe bem o que quer dizer. Queria que houvesse aulas todo o ano? Queria que os professores que dão as aulas regulares fossem também formados em ocupação dos tempos livres e passassem 12 meses na escola, ou só tivessem férias quando lhe conviesse?

    - Está a afirmar que as escolas deveriam providenciar ATLs? Tal seria uma opção interessante, mas, por outro lado, o que têm os professores a ver com uma decisão administrativa acerca de uma função que não seria desempenhada por eles?

    - O jovem casal Pinheiro tem dois filhos e, que eu saiba, os três meses de interrupção das aulas existem desde que o seu filho mais velho tem aulas. Por isso, onde está o espanto?

    • rita says:

      sim filipa, é isso!! também não percebi a ligação entre os professores e a ocupação de tempos livres…
      não são eles que fazem o calendário escolar, não são eles que têm que tomar conta das criancinhas sem aulas, e também devem ter problemas em arranjar quem lhes fique com os filhos quando as aulas terminam e até entrarem de férias!
      não sou professora, mas eles não têm 3 meses de férias, têm 1, agosto.

  • MICI says:

    os meus parabens a quem se acha boa mãe por ter oportunidade e dinheiro para pôr as sua crias em atls durante dois meses. a seu empo espero que prenda que há coisas que não se compram…

  • helena says:

    O seu nível é muito baixo é os seus textos são execráveis. Nota-se que há um grande esforço da sua parte para demonstrar algum sentido de humor, mas em vão. Deve ser uma iletrada… Minha cara, dedique-se mais à leitura e não perca o seu tempo a produzir lixo! Combata a sua evidente iliteracia. Veja se assegura o seu trabalho por aí…

  • helena says:

    Não sou professora e nem sequer sou mãe, no entanto, reconheço a sua falta de instrução. Concordo com Saramago quando disse que os blogues facilitam a iliteracia (pena eu tenho que a Rititi não seja analfabeta… assim não escrevia, para o bem de todos nós). Ó minha senhora, tenha juízo, não seja ridícula!!! Isto é um verdadeiro ruído!!!

  • Leave a Reply

    Your email address will not be published. Required fields are marked *

    *

    You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>