Este site foi concebido para ser visto num browser dentro dos limites da caducidade: infelizmente não é o caso do seu. Assim, a sua experiência de navegação será seriamente afectada. Sugerimos a instalação de um browser mais séc. XXI, se lhe for possível: http://www.mozilla.com/firefox . Mas qualquer outro serve.

Rititi

Rititi

INÍCIO

  • Santiago

    Não consigo escrever sobre a tragédia na Galiza. Tanta dor. Tanta pena. Agora só silêncio e respeito.



    Por Rititi @ 2013/07/25 | 4 comentários »


    Gajas a falar de sexo… UAU!

    Uma emigra vai à terra, dá uma vista de olhos pelas revistas indígenas e fica a saber das grandes novidades televisivas: concursos com bichos, bichas que pegam touros e um doc-reality com mulheres a conversar sobre sexo num sofá. Como sou uma mulher do meu tempo, curiosa e desenvolvida, quando cheguei a Madrid fui youtubar esse magnífico programa onde “se pretende esclarecer, de uma vez por todas, a relação das mulheres com o sexo e com todas as suas temáticas e tabus.” De uma vez por todas! Ena, ena!  Será que depois da visão de tão elevado invento eu, uma banal pequeno burguesa com 38 anos, dois filhos e um carro a precisar de novos amortecedores, iria ter uma epifania, uma revelação meta-sexual? Não, não tive. O que encontrei  foi um grupo de chavalas a debitar sobre broches, trios ou brinquedos sexuais, sim, mas não como as peritas fundamentais na matéria que esclareceriam Portugal da sua tremenda ignorância sexual mas como as miúdas que são, com certo pudor, deslumbramento ou medo. Normal na idade delas e, portanto, uma brutal seca. Já tive conversas bem mais “esclarecedoras” com as minhas amigas, desculpem-me os senhores da SIC Radical. Já agora, radical mesmo era ter conversas de gajos sobre sexo. Homens a falar de sexo oral. Ou anal. Ou trios, mas com dois gajos. Ou masturbação. Não? Claro, o que acham os gajos sobre foder já toda a gente sabe, esta deve ser a lógica dos pensadores desta coisa da televisão. Agora gajas, uiuiuiui, que ideia inovadora, nunca ninguém se lembrou disso! Vão-se catar. Porque esta é a essência deste tipo de programas modernos e cosmopolitas: pôr um grupo de raparigas a falar sobre o tamanho da pilas que metem na boca dá audiência aos canais e alguma tusa ao povão. Voyeurismo seria o termo perfeito para definir este “Sexo no Sofá”, um voyeurismo piroso, de adolescente que se ri nervoso quando vê umas mamas na Penthouse roubada ao pai, um voyeurismo que insiste em colocar as mulheres no lugar da passiva silenciosa que tem vergonha de falar sobre o que faz na cama. Como se as mulheres não falassem sobre sexo, como se as mulheres não fodessem, estes programinhas da treta insistem em tratar o sexo no feminino como um mistério insondável da natureza, como um segredo que só se revela num docu-reality com ar intimista e câmaras escondidas que permitem às criaturas sentirem automaticamente imensa empatia entre elas. As mulheres falamos imenso de sexo. E fazemos tanto sexo como os homens, ó programadores da SIC Radical. A maior parte da vezes, com homens. Às vezes com o marido ou o namorado. Outras, sozinhas ou com ajuda de brinquedos. Ou com amigas. Ou com uma amiga e um amigo. Exactamente como os homens. Que grande novidade.



    Por Rititi @ 2013/07/24 | 8 comentários »


    Pelos caminhos de Portugal

    Fui apresentar o livro na semana passada a Lisboa (outra vez) e ao Porto (finalmente). E tive de tudo: gin tónicos em plena apresentação (confirma-se, a Sónia Morais Santos está noutra liga), amigos que vieram da Noruega para Fnac do Colombo (gosto tanto de vocês, Monia e Rui, tanto), quilómetros pela A1 sem ar condicionado, o reencontro com os meus filhos que estavam essa semana de férias em casa da minha cunhada (obrigada querida Ana, obrigada sogra, obrigada a esta família Pinheiro tão generosa) e o convívio (ou será combíbio?) com as leitoras do Norte, que são mulheres maravilhosas, sinceras, com sorrisos lindos.

      Gin tónicos saídos da mala da Sónia

    Perguntaram-me no Porto se eu e a Sónia éramos amigas. Não, não somos. Por agora. Se eu vivesse em Lisboa sei que seria essa miúda com quem partilharia muitas coisas em frente a uns canecos, porque gosto efectivamente dela, da escrita dela, da maneira como parece lidar com a vida. E não tem nada a ver  com o lindíssimo texto que leu na apresentação. Eu sou assim, gosto de pessoas à distância.

    Não via os meus filhos há uma semana. Depois de os ter lambido, beijucado, cheirado e notificado quanto haviam crescido, peguei neles e fui para a Fnac do Norteshopping onde me esperavam amigos, família e umas leitoras muito especiais. Ao princípio o Francisco esteve ao meu colo, a dizer-me coisas como “a minha princesa” ou “bonita tu” enquanto o Manel estava sentadinho em primeira fila, muito atento e orgulhoso. Tudo isto durante os primeiros cinco minutos, claro (os meus filhos são uns selvagens muito bem educados).

    Obrigada a todos (e à Juanna, ao Bruno, às tias, aquela senhora de 50 anos boas todos os dias, ao senhor que não me conhecia de lado nenhum mas que comprou o livro à mulher que fazia anos). E não posso deixar de mandar um beijo do coração às mulheres do Porto (e do Norte em geral) que fizeram quilómetros e perderam tempo para estar comigo e com a minha família. Gostei tanto de estar com vocês, de conversar na descontracção e fiquei com tanta pena de ter sido tão pouco tempo, que a próxima vez que for ao Norte aviso e combinamos umas imperiais (para as grávidas pode ser sumo, pronto). Combinado?

     



    Por Rititi @ 2013/07/22 | 7 comentários »


    Hoje…

    … Espero por vocês na Fnac do Vasco da Gama (mais a querida Sónia Morais Santos) às 19.30 e na Fnac do Colombo às 21.30 para apresentar o “Manual de Instruções para Sobreviver aos 40″. Prometo beijinhos, muitos, abracitos e livros assinados.



    Por Rititi @ 2013/07/18 | 1 Comentário »


    10 anos de casados

    E quinze anos juntos, pegadinhos de coração, dois filhos, beijos, milhões de beijos, com língua, beijos no pescoço, beijos fora de horas, beijos de manhã, beijos molhados e dentro de todos os bares, milhares de quilómetros por auto-estradas e caminhos secundários, passeios nas cidades, descansos nos parques, grandes mudanças, outras que nem tanto, milhares de horas de conversa e desconversa em frente a cervejas e uisques e cozidos de grão, dezenas de amigos que vão e outros que regressam, centenas de brigas, decepções, uma pena guardada e que vai doendo, litros de lágrimas e ajuda-me e eu estou aqui para ti, para nós. Nós não deveríamos medir o amor em anos, mas em quilómetros, quilos, doses industriais. Devíamos medir o nosso casamento em abraços e lambidelas, em arrobas de noites mal dormidas porque não era para dormir que estávamos destinados. Obrigada, meu amor.



    Por Rititi @ 2013/07/15 | 8 comentários »


    O RE-LANÇAMENTO DO MANUAL DE INSTRUÇÕES PARA SOBREVIVER AOS 40

    Para todos aqueles que não conseguiram ir ao lançamento na Pensão Amor, para os que não encontram o livro, para os que querem conhecer a vossa blogger favorita, para os que  não me podem ver à frente e sempre sonharam em atirar-me o livro à cabeça, para os querem perguntar-me como consigo emagrecer, para os que não saibam que fazer para a semana que vem, eis as datas dos eventos (sim, porque comigo um simples lançamento é um evento altamente recomendável):

    - Quinta-feira dia 18 às 19.30, na Fnac do Vasco da Gama em Lisboa. 

    Com uma apresentadora muito especial, uma maravilha de gaja, uma jornalista com todas as letras: a Sónia Morais Santos (desculpem-me mas não lhe consigo chamar Cocó). Conheço a Sónia desde que tive a sorte de escrever no DNa, onde éramos vizinhas de página, eu uma blogger inconsciente a saltar para a primeira vez para o papel e ela, pronto, ela uma jornalista a sério, que escrevia – e escreve – bem como o caraças. Obrigada, Sónia, por teres aceite apresentar o meu “Manual de Instruções”, para mim é uma verdadeira honra!

    - Quinta-feira dia 18 às 21.30, na Fnac do Colombo

    Apresentado pelo meu querido Fernando Alvim (obrigada, obrigada, obrigada, outra vez!). Aos que assistirem a esta hora (repito, 21.30), agradeço que me levem uma sandocha de courato, um tupperware com panadinhos ou um miserável pedaço de pão, que a essa hora devo estar desfalecida. Se conseguirem levar às escondidas uma superbock também era simpático. Sou uma mulher que acha que o álcool também tira a fome.

    - Sexta-feira dia 19 às 19.00, na Fnac do NorteShopping no Porto.

     Levar o “Manual de Instruções para Sobreviver aos 40″ ao Porto é muito importante para mim. Tenho família no Porto, amigos do coração, adoro a cidade, adoro o Douro, adoro o  vinho do Douro, as minhas caralhadas encaixam perfeitamente com o sentido de humor dos portuenses, acho as mulheres do Norte lindas e desembaraçadas… Bolas, o meu marido é de Espinho! Estou mesmo contente por finalmente apresentar o meu livro lá. Já devia esta visita desde que lancei “O Livro da Rititi”, há várias décadas geológicas atrás, por isso, minha gente, lá vos espero. Não sei ainda quem apresenta a criatura, mas lá está, estando eu, o livro, o Alvim e, sobretudo, vocês já temos a festa feita!


    Por Rititi @ 2013/07/12 | 6 comentários »


    Grandes Novidades!!

    O “Manual de Instruções para Sobreviver aos 40″ vai ser reeditado! E mais: para a próxima semana re-apresentarei o livro nas Fnac de Lisboa (dia 18) e… do Porto (19). A Rititi também ama o Norte, carago!
    Depois já vos conto os detalhes, horas, as apresentadoras (vão adorar!) etc e tal.
    Contentes?



    Por Rititi @ 2013/07/11 | Sem comentários »


    A Pólo Norte e a Festa da Ana

    Só comecei a ler o blogue da Polo Norte há um ano – mais coisa menos coisa. Na altura andava a desgraçada perdida de prenha em plena cruzada contra as nazis do aleitamento materno que teimavam em decidir-lhe os destinos das mamas (dela). E fiquei rendida (sim, eu também tive aqui na minha casa blogosférica há cinco anos umas taradas a mandar vir com as minhas decisões vitais). Desde então não perco um post. E em cada post fui descobrindo uma miúda com muita graça, que escreve (e pensa) a mil à hora, com um humor cabrãozinho muito fino e com um coração enorme. Um coração gigante, que estica e multiplica e que faz que ela tenha gestos de uma generosidade assombrosa, genuína, que lhe sai das entranhas. Sempre imaginei que assim fosse com tudo na vida, uma miúda de coração na boca. E quando a conheci na festa de lançamento do meu livro, confirmei-o. A Pólo Norte é isso (estômago, boca, coração), mas com muito mais piada ao vivo.

    Agora está a organizar, para comemorar o primeiro aniversário da sua filha Ana, A PRIMEIRA FESTA DE ANIVERSARIO SOLIDARIA da blogosfera:  No dia 10 de Agosto, no Clube VII em Lisboa, a Pólo Norte e o Mámen oferecem um lanche a todos os que quiserem partilhar com eles o primeiro ano de vida da filha. Como prenda para a menina só pedem que os convidados se inscrevam como potenciais dadores de medula óssea na própria festa.

    Vejam todos detalhes na página do Facebook da festa. E percebam porquê é importante a assistência (e a doação). Já agora, se houver por aí alguma marca de comida/bebida/foguetes/trotinetes que queira dar uma mãozinha, que se ponha em contacto com a Pólo Norte no mail maegyver@sapo.pt.



    Por Rititi @ 2013/07/09 | 5 comentários »


    Leituras refrescantes

    Calor, praia, piscina e verão… e livro BBB (bom, bonito e barato). Esta é a minha combinação perfeita (e uma imperial, vá lá). E há um livro mais BBB que o “Manual de Instruções para Sobreviver aos 40, continuar sexy, com alguma vida sexual e não parecer uma lontra“? Não, pois não.

    Podem comprar este espectacular e refrescante livro através do e-mail  da editora cegosurdoemudo.pm@gmail.com, a um preço bestial de 4,90€ + portes de envio (2€). 
    Entretanto, minha boa gente, contem-me coisas: já leram o livro? Quais foram os vossos textos favoritos? Gostavam que comentássemos alguns aqui? Falem comigo!


    Por Rititi @ 2013/07/03 | 17 comentários »