Este site foi concebido para ser visto num browser dentro dos limites da caducidade: infelizmente não é o caso do seu. Assim, a sua experiência de navegação será seriamente afectada. Sugerimos a instalação de um browser mais séc. XXI, se lhe for possível: http://www.mozilla.com/firefox . Mas qualquer outro serve.

Rititi

Rititi

INÍCIO

  • Letizia ou a inutilidade da crónica

    Dou por mim a pensar que há muito tempo que aqui não escrevo sobre a princesa Letizia. Aliás, há muito tempo que aqui não escrevo nada de jeito. Que querem, a mim não me sobra o tempo. Não sei como fazem essas bloggers mães de família numerosa (ou seja com crianças) que se dizem atarefadíssimas mas que actualizam o blogue três vezes ao dia. A mim não me dá a vida para tanto, entre transportes públicos, ver os descontos dos supermercados, uns filhos que me têm como diva teatral e que exigem de mim sessões contínuas da Branca de Neve e a Nave Espacial, as reuniões da escola e o meu trabalho propriamente disto, quando olho para o blogue já são horas de me deixar enterrar no sofá e esperar que o sono me leve para bem longe. Não devo ter sido ungida com o dom da criada interna, deve ser isso. Ou então não sou a mulher fabulosa, completa, multitask e invejável que devia ser. Caguei. Mas voltando à Letizia. Tenho-a abandonada nas minhas orações, coitada, eu que sou de pedir por tudo o que é celebrity e royalty universal, não lhe dedico tempo nenhum dos meus pensamentos, nem sequer falo mal dela no twitter (ainda não me seguem?) e estou-me bem cagando para os péssimos estilismos que vai gastando em bodas aristocráticas, inaugurações de escolas primarias e almoços de trabalho (?). Não há nada a fazer para que a Leti me conquiste ou simplesmente me obrigue a dedicar-lhe um texto: a gaja não tem interesse nenhum, porra. Dizem dela os cronistas oficiais, não sei se sinceramente ou com o fim de encher de carisma uma biografia insulsa e burguesa, que a Leti é uma mulher culta, interessada pela realidade, perfeccionista ao limite, trabalhadora e mãe dedicada. Olha, como eu, no te jode. Dela não se sabe nada mais: quando fala em público não diz nada de transcendente, dos poucos discursos que dá nada há de notável ou memorável, do quotidiano tão pouco se sabe grande coisa além dos actos oficiais que já de por si são uma seca insuperável. Quer a mulher ter direito à intimidade, pelo que desconhecemos se é mais de biquini ou de fato de banho, qual o restaurante favorito do Algarve quando passa férias na mansão dos Pereira Coutinho e se anda a ler as  Sombras de Grey. Raios. Resta-nos, portanto, a única faceta que nos permitem a Hola e os casamentos reais, o aspecto, da roupa, dos sapatos e mudanças de look, que é precisamente o único que a princesa não gosta que se comente. Ela é uma profissional da Monarquia, não uma modelo, e é precisamente por essa razão que está a uma operação de lhe tirar o recorde de restaurações faciais ao Michael Jackson: nariz, queixo, aparelho nos dentes, aumento de lábios e de mamas, pestanas postiças, extensões, além do uso e abuso do botox, ácido hialurónico, aminoácido,  toxina botulínica e até uma mistura vitaminas, silicio orgánico e tocofero para aumentar as pálpebras. VA-LHA-ME-DE-US!  E uma gaja pergunta-se: para quê, Letizia? (E agora vocês diziam que eu sou é uma invejosa gorda que não se trata e devia ter juízo por estar aqui a falar mal de quem se cuida para bem da imagem de um país, blablabla). Para quê, se no fundo nem estás mais bonita (googlem e vejam lá se não tenho razão), nem mais natural, e o que é pior, cada vez está e parece mais antipática para os seus reais súbditos que são, aliás, os verdadeiros pagadores de tanto retoque, operação, levantamento de mama e martelanço ao queixo da senhora dona. E onde deixa de haver amor desaparece a transferência bancaria, que o digam as ex-mulheres dos nossos jogadores da bola. Agora que estou quase acabar este texto (é domingo, chove, e os meus filhos, fartos de tanto Gomby e Peppa Pig estão há quinze minutos a tentar desligar-me o computador) e pensando no pouco que me estimula a Letizia é porque não sabe ser princesa. O trabalho de princesa deveria estar reservado a profissionais da tiara e do broche de diamantes, dos bailes de debutantes, do casamento entre primos e de certa ignorância sobre como é o mundo real (not royal). Nada a fazer. A mulher continua um trambolho. E eu, uma mãe com dois filhos pequenos sem tempo para escrever sobre coisas que não me interessam.

     



    Por Rititi @ 2012/11/04 | 12 comentários »


    Sobre a Catalunha

    Francisco, a Catalunha não voltou à Espanha depois das últimas eleições regionais (autonómicas). O discurso provinciano da Esquerra Republicana foi derrotado, sim, mas não pelos partidos nacionais, mas sim pelo soberanismo da CiU e o que é pior, pelo radicalismo do ex presidente Joan Laporta (Solidaritat Catalana per la Independència) que se estreia no Parlament com 4 deputados. O fracasso da Esquerra deveu-se à sede de poder de quem nunca ganhou umas eleições, a essa aliança desesperada com os socialistas catalães, a umas políticas demagógicas que tanto gozo dão aos radicais provincianos mas que esqueceram que o verdadeiro motor dessa região (ou país ou nação ou como queiram chamar à Catalunha) não é a língua, nem os touros embolados, nem o idiota do burro, nem a bandeirinha, nem sequer o Estatut: o verdadeiro motor catalão é a economia, essas empresas que como a SEAT perdem  competitividade e que nem com injecções de dinheiro público chegam. Por isso ganhou a CiU, um partido de direita, soberanista, forte nas negociações com o Estado espanhol, habituada a pactos, a segredos de corredor. Os catalães não voltaram a Espanha, agarraram-se a quem sempre os governou com a mente posta no dinheiro. Afinal, la pela es la pela.



    Por Rititi @ 2010/12/07 | 1 Comentário »


    bola de cristal plaza alta de badajoz

    A Bola de Cristal, Plaza Alta de Badajoz, Carmen Rico Godoy, Elvira Lindo, Muñoz Molina, botellón aos catorze anos e os cigarros às escondidas com a minha amiga Maria, carnavais e excursões a Valência, o primeiro período, Los Toreros Muertos, Def con Dos, Heroes del Silencio, as aulas de literatura e Francisco de Quevedo, os ducados e amores que eram para sempre, a universidade, o Womad em Cáceres, mais uma caña em Sanlúcar de Barrameda, as soleás e a Semana Santa com tambores e costaleros, as ramblas de Barcelona, Mr Pinheiro à minha espera naquele apartamento de quarenta metros quadrados na Praça de Santa Ana, o 11 M, o Thyssen, a Hola, El País, o nascimento do meu filho, a tortilla de patatas, os bocadillos de calamares, o jamón ibérico e o Atléti, Cuéntame, o Retiro, os Picos de Europa, Carme Ruscalledas, Malasaña, a faena de Morante em San Isidro, o gin tónico do Cosaco, crónicas escritas ao som de Joaquin Sabina e Camarón, a minha família, os meus amigos, as minhas memórias, a minha Espanha.


    Por Rititi @ 2009/09/22 | 4 comentários »


    oficialmente rendida aos encantos de

    OFICIALMENTE RENDIDA AOS ENCANTOS DE CARLOS BOYERO

    “Prefiero ver el culo de Carla Bruni que la cara de su marido.”



    Por Rititi @ 2009/04/30 | 2 comentários »


    quem disse que espanha ignora portugal

    QUEM DISSE QUE ESPANHA IGNORA PORTUGAL?


    Spot Burger King, Extreme Brava



    Por Rititi @ 2008/05/09 | 3 comentários »


    enquanto nao aparece o podcast do

    Enquanto não aparece o podcast do programa de ontem

    “Es una historia muy personal, lo sé, pero la cuento por la parte enternecedoramente común que tiene. ¿Qué queda de todo eso? Una particular aversión a las ironías que con frecuencia se usan para hablar de las mujeres embarazadas, una convicción de que en España no hemos superado el arraigado desprecio por lo femenino. Carme Chacón, embarazada pasando revista. Y qué. El bombo, se ha llegado a decir. De ese bombo venimos todos. Así que de los bombos habría que hablar quitándose el sombrero. Un cartel americano antiguo que tengo frente a mi mesa reza: “Ellas traen los votantes al mundo, déjalas votar”. Pero si fuera amiga de esa mujer inteligente que es Carme Chacón le diría: no tengas prisa, disfruta del pequeño Dios, el tiempo pasa tan rápido que no hay ministerio que se le compare.
    Al presidente le diría: tal vez el mensaje esté equivocado; una embarazada no es una enferma, pero es incomprensible que tenga que visitar un lugar de riesgo, lo que necesitamos es tener la seguridad de que el puesto que merecemos nos estará esperando cuando estemos dispuestas a volver. Sin prisa. A los lectores les diría: éste no es un artículo sólo para mujeres.”

    Elvira Lindo, na sua coluna habitual do suplemento Domingo do El País, sobre a sua gravidez, a condescendência das chefias, os direitos a que não deveríamos renunciar, sobre uma historia muito pessoal.



    Por Rititi @ 2008/05/05 | 3 comentários »


    rititi analista politica porque o ego

    RITITI, ANALISTA POLÍTICA

    Porque o ego de uma grávida é, de facto, coisa fodida, aqui vos deixo o vídeo do Jornal da Noite da SIC de 4 de Março. Gira e despachada, como me ratificou a minha mãe por telefone, podem ver-me a opinar sobre a fascinante (?) campanha eleitoral espanhola. Só é pena que não se aprecie o poder da minha prenhez, agora que está exultante.
    Mas se o Enrique Pinto-Coelho me tivesse dado mais meia horinha para falar sobre os debates (trinta segundos nunca serão suficientes para uma verdadeira rititi), teria dito que foi vergonhosa a forma em como foram preparados, desde o papel de árbitro de ténis que jogaram os dois moderadores à apresentação de temas que ninguém parecia estar interessado em aprofundar por falta de preparação ou respeito ao público, passando pela utilização de dados falsos e cujas fontes não foram referidas e o desprezo à inteligência da audiência. Nenhum dos dois falou de Europa, nenhum dos dois mostrou uma visão global de Espanha para além de um estado movido por políticas provincianas e localistas, nenhum dos dois soube argumentar a favor ou em contra da emigração sem passar pela xenofobia ou a caridade, nenhum dos dois apresentou um verdadeiro pacote de reformas de política económica que não caissem na demagogia do subsídio ou saldos na fiscalidade, nenhum dois dois foi capaz de dar uma imagem decente, de líder respeitável e preparado para falar para um público que lhes vai votar e pagar o ordenado. Nenhum falou da perseguição de mulheres que abortaram legalmente ou morreram por maus-tratos, das centenas de casos de nojenta e milionária corrupção urbanística nas câmaras municipais lideradas por ambos partidos, da inutilidade da Lei da Igualdade ou da impossibilidade de aplicar a Lei de Dependência. Ainda bem que não posso votar cá, as hipóteses são lamentáveis.


    Por Rititi @ 2008/03/05 | 13 comentários »


    coisa boas de viver em espanha hoje e

    COISA BOAS DE VIVER EM ESPANHA: HOJE É NOITE DE REIS



    (Adoração dos Magos de Rubens)

    E segunda feira não trabalho.


    Por Rititi @ 2008/01/05 | 3 comentários »


    20 n pergunta que diferenca ha entre

    20-NPergunta:

    Que diferença há entre estes nostálgicos franquistas…


    e estes simpáticos jovens sonhadores da esquerda?…



    (ver também este fenomenal video)

    Resposta: a nossa estúpida e burguesa indulgência.



    Por Rititi @ 2007/11/20 | 7 comentários »


    espanhol avancado la shica bien paga um

    ESPANHOL AVANÇADO


    La Shica – Bien Paga

    Um video bem merdoso para a coisa mais alucinante que hoje encontrei no iutú, La Shica, toda desatada com La Bien Pagá. Um clássico musical sobre a triste vida do putedo, hoje em versão grelame-power y a mí tú no me levantas la voz ni me preguntas de donde vengo que cojo el caminito y me voy, que una a esta edad ya no tiene el coño pá ruidos.
    Só para verdadeiros tarados da copla, da bata de cola, la Pantoja, Cine de Barrio e España Cañí!


    Por Rititi @ 2007/09/13 | 1 Comentário »