Este site foi concebido para ser visto num browser dentro dos limites da caducidade: infelizmente não é o caso do seu. Assim, a sua experiência de navegação será seriamente afectada. Sugerimos a instalação de um browser mais séc. XXI, se lhe for possível: http://www.mozilla.com/firefox . Mas qualquer outro serve.

Rititi

Rititi

INÍCIO

  • Eu sonho com estas coisas….

    - Fazer xixi/cocó, mudar o tampão ou cortar as unhas dos pés sem ter dois marmanjos na casa de banho cada três segundos a pedirem lanche, água, colo ou a paz mundial.
    - Trancar a porta da casa de banho também não resulta: os tais marmanjos continuam a reclamar do outro lado por comida (pelos vistos passam fome), mas com pontapés.
    - Passear pela rua como um ser adulto normal e não como a mãe possuída a gritar “não atravesses a ruaaaaaaa” ou “não faças xixi aiiiiiiiiii”.
    - Experimentar ir às compras com duas crianças que não fazem corridas com os carrinhos de super-mercado.
    - Sentir a doce sensação de viajar de carro em silêncio. Nem que seja durante meia hora. Ou quinze minutos. Ou um. Só peço 1 minuto de silêncio, caralho!
    - Jantar sem concursos de arrotos. Soa ambicioso, mas algum dia lá chegarei.
    - Algum dia deixar de ser o sofá para onde os meus filhos se atiram quando estão cansados. E recuperar o meu sofá também era bonito.
    - Acabar uma conversa com outro adulto quando os putos estão por perto. Que exagero, dizem vocês. Têm razão: acabar uma frase.

    De resto, é óptimo ter filhos.



    Por Rititi @ 2013/09/20 | 14 comentários »


    Querido vizinho do andar de baixo:

    Vá-se foder. Desculpe-me lá a brusquidão logo assim de repente, mas acho que a nossa relação já não está para salamaleques e parece-bem a estas alturas do campeonato. É que, sabe, eu não sou propriamente apreciadora de tocamentos do (meu) grelo e muito menos em minha casa, às seis da tarde e quando já tive que levar com uma quantidade ingente de anormais e gente espancável lá na mina. Deve calcular que ter o senhor todos os dias a bater à minha porta à hora do lanche a queixar-se de que os meus filhos estão a fazer muito barulho não é a coisa que mais prazer me dê na vida. Vou-lhe explicar uma coisa, meu imbecil: os meus filhos têm 2 e 4 anos. Não sei que barulho acha que os meus filhos fazem ou podem fazer, mas com esta idade não superam, os dois juntos, os 40 quilos. Saltam? Correm pela casa? Cantam, berram, choram, gritam? Sim. E depois? Como deve calcular não vou proibir os meus filhos de brincar na sua própria casa só porque o senhor diz querer dormir a sesta. Lamento. Já se mudassem os móveis de sítio, era capaz de me irritar, porque me riscam o chão, não pela privação da sua sesta ÀS SEIS DA TARDE! Já pode subir todos os dias as escadas para se lamentar do insofrível tormento de ter duas crianças a fazer corridas na sala porque estou-me bem cagando. Mais me irrita que o senhor assobie (mal) à janela a-todas-as-horas-do-dia e lá por isso não lhe mando com um balde de merda em cima. E aproveitando este desabafo contra adultos com falta de chapadas não só na infância, também gostaria de mandar para o caralho a fufa-lésbica-homossexual-tanto-me-faz que foi ao concerto de música dos Balcãs para crianças e que achou que o meu filho de 4 anos não podia nem correr nem dançar nem cantar e por isso o agarrou do braço e o mandou para o chão. Eu percebo muita coisa, sabe sua vaca dum cabrão, mas não tenho a culpa que a senhora não tenha educação para se saber comportar em público. Arrependo-me, nem sabe quanto, de ter sido uma cidadã responsável altamente influída pelos valores da cultura do politicamente correcto e só ter lhe chamado a atenção ameaçando-a com telefonar para a polícia por maus tratos a uma criança quando o que devia ter feito era ter espancando a sua cabeça contra o palco uma e outra vez, até ter pedido desculpa ao meu filho. Agora, desde a distância, mando-a foder. Sim, foda-se. E que se fodam todos os queixinhas desta vida que acham que os meus filhos deviam ser uma espécie de bonecos imóveis, umas estátuas muito loirinhas e adoráveis que nem respiram do educadinhas que são só para não incomodar as sestas, os lanches nos cafés, as compras no supermercado. Fodam-se. Este meu grelo maternal já está um bocado farto da vossa intolerância às crianças disfarçada de superioridade moral, dessa vossa brutal estupidez que tentam justificar com princípios educacionais do arco da velha, apropriando-vos de um discurso que nem os vossos pais alguma vez se atreveram a usar porque tinham filhos que se portavam mal como a merda: vocês.



    Por Rititi @ 2013/02/27 | 15 comentários »


    Leituras para os Rititi-Boys

    Doña Pito Piturra

    Doña Pito Piturra
    Tiene unos guantes,
    Doña Pito Piturra
    Muy elegantes.

    Doña Pito Piturra
    Tiene un sombrero,
    Doña Pito Piturra
    Con un plumero.

    Doña Pito Piturra
    Tiene un zapato,
    Doña Pito Piturra
    Le viene ancho.

    Doña Pito Piturra
    Tiene toquillas,
    Doña Pito Piturra
    Con tres polillas.

    Doña Pito Piturra
    Tiene unos guantes,
    Doña Pito Piturra
    Le están muy grandes.

    Doña Pito Piturra
    Tiene unos guantes,
    Doña Pito Piturra
    ¡lo he dicho antes!

    Poema delicioso de Gloria Fuertes, a poetisa das crianças. Lembro-me – que sorte a minha – de a ver na televisão, em programas infantis, a recitar esses maravilhosos poemas, com aquele ar de professora de escola de aldeia, tão satisfeita, tão feliz. Quando o Manel me pediu que lhe lesse uma poesia lembrei-me dela e, com eles deitados nas caminhas, resgatei esses poemas lindos, curtinhos, tão engraçados, que se vão repetindo, que se vão cantando. Ler-lhes estas palavras já à beira do sono, preparar-lhes para a noite com as letras de Gloria Fuertes é um prazer para mim. Espero que para eles também.



    Por Rititi @ 2012/10/10 | 2 comentários »


    4 anos

    Há 4 anos que sou mãe de uma criatura que adora gelados, chocolate, dinossauros, dar mergulhos de cabeça e que fala uma estranha língua ibérica chamada manelês. Paarbéns, bichinho, a mãe já te vai buscar à escola.



    Por Rititi @ 2012/06/26 | 4 comentários »


    MUSICAS PARA O MEU PEQUENO RITITI BOY



    Por Rititi @ 2011/01/28 | 1 Comentário »


    musicas para o rititi boy meu fado

    MUSICAS PARA O RITITI-BOY


    MEU FADO – Mariza e Miguel Poveda

    Que o meu filho tenha duas pátrias, duas línguas e duas capitais, que se ache cómodo no flamenco e no fado, que saboreie a suas raízes numa açorda de poejos ou num gazpacho extremeño, que para ele Elvas seja tanto a entrada e como a saída a casa, que se reconheça no humor dos Gatos Fedorentos e dos Muchachada Nui, que seja salero e saudade, Atlântico e Mediterrâneo, Alentejo e Dehesa, Portugal e Espanha e que desfrute desta deliciosa esquizofrenia de ser ibérico.


    Por Rititi @ 2009/10/20 | 8 comentários »


    que bom o meu filho ja anda estou

    QUE BOM, O MEU FILHO JÁ ANDA

    Estou seriamente a pensar esconder as nódoas negras da cabeça do Rititi-Boy com maquilhagem.



    Por Rititi @ 2009/09/10 | 10 comentários »


    isto nao e um baby blog o rititi boy e

    ISTO NÃO É UM BABY BLOG

    O Rititi Boy é tão _________ (preencher o espaço em branco com todos os adjectivos qualificativos parolos e lamechas impossíveis que até fariam corar as fãs mais incondicionais da Hello Kitty) que às vezes até me arrependo da minha promessa repetiva até a exaustão de não publicar no blogue nunca, jamais, ever, fotos da criatura. São vaidades, senhores, são vaidades.


    Por Rititi @ 2009/08/26 | 6 comentários »


    so coisas giras para o rititi boy digam

    SÓ COISAS GIRAS PARA O RITITI BOY


    Digam olá à Burra Lola que já vive feliz na Serra D’Ossa à espera do seu pequeno dono. 


    Por Rititi @ 2008/12/13 | 2 comentários »


    musicas para o rititi boy calle 13 cafe

    MÚSICAS PARA O RITITI-BOY

    Calle 13 & Cafe Tacuba – NO HAY NADIE COMO TU



    Por Rititi @ 2008/12/10 | 8 comentários »